Em rede social, Meche diz que voltará à câmara

Parlamentar continuou recebendo o salário em dia, apesar de não aparecer na Câmara de Americana desde o fim de maio


Há três meses afastado da Câmara de Americana, o vereador Marschelo Meche (PSDB) reapareceu nas redes sociais e escreveu ontem no Facebook que volta “neste momento” às sessões, sem esclarecer quando.

O parlamentar não vai a nenhuma sessão ou audiência pública desde o fim de maio – no dia 2 de junho, foi flagrado pela polícia com cocaína em um motel de Santa Bárbara d’Oeste.

Mesmo assim, recebeu integralmente seu salário bruto de R$ 10.305,64 em junho, julho e agosto. A câmara ainda desembolsou R$ 19,5 mil para pagar suplentes que o substituem nas sessões realizadas neste período.

Foto: Reprodução / Instagram
Meche publicou foto em uma praia em sua conta no Instagram

Ao contrário de um trabalhador comum, vereador não é obrigado a cumprir jornada ou provar que trabalha no dia a dia. Só há desconto no salário se o parlamentar não aparece nas sessões e não dá justificativa.

Como Meche entregou atestados médicos para os dias das sessões, a câmara não pode descontar – ele diz que tem depressão e está em tratamento.

No fim da tarde de ontem, o LIBERAL questionou o que consta nos atestados de Meche, mas a informação da assessoria de imprensa do Legislativo é que a funcionária que poderia autorizar essa informação já tinha ido embora (eram 17h03).

Ontem à tarde, a reportagem telefonou para o celular de Meche. O vereador atendeu, mas desligou em seguida, quando a reportagem se identificou, e não atendeu mais depois disso.

O LIBERAL perguntou à assessoria do vereador se ele trabalhou desde junho e o que fez de fato. Também questionou por que ele não pediu afastamento não remunerado e qual tipo de tratamento ele faz. Não houve nenhuma resposta.

Por volta das 19h30, Meche fez uma publicação no Facebook intitulada “minha declaração pessoal”. Sem fazer referência direta às drogas, o tucano escreveu: “Há muitos anos conheci o lado mais obscuro da depressão, infelizmente, a busca de saídas que levaram a dores maiores”.

O vereador ainda escreveu que estar nessa situação é ser alvo de “incompreensão, chacota e desprezo” e até de “ameaças”.

Praia

Em fotos publicadas em sua conta no Instagram nos últimos dias, uma delas em uma praia, o vereador aparece mais magro.

Em julho de 2018, quando também estava afastado, Meche disse que estava em tratamento contra a depressão.

Sua assessoria afirma que provavelmente ele não volte na sessão de amanhã, e que acha que ele retornará apenas na semana que vem.

Vereador pede desculpas para ‘magoados e decepcionados’

Em texto publicado no Facebook, Meche afirmou que precisa “pedir desculpas a todos que possam ter ficado tristes, magoados ou decepcionados”.

O vereador foi pego pela polícia com cocaína em um motel de Santa Bárbara d’Oeste, em junho, e desde então não deu mais a cara nas sessões. O tucano afirma que tem depressão e que passa por tratamento.

Meche fez a publicação depois que o LIBERAL tentou falar com ele diretamente – a ligação foi interrompida e Meche não atendeu mais. A reportagem enviou várias perguntas à sua assessoria, mas nenhuma delas foi respondida.

O vereador escreveu ainda que “vivia o medo do dia seguinte”. O parlamentar acha que será alvo de “risadas”, mas que não vai se “intimidar”.

“Não estou preocupado que queiram usar tudo isso contra mim, estou feliz aonde cheguei agora. Eu vou mostrar a todos que é possível superar, é possível ser feliz, trabalhar e ter uma família, com muito apoio de Deus e das pessoas próximas.”

A assessoria do vereador diz não ter certeza se Meche vai participar da sessão desta quinta-feira – nas últimas reuniões, ele tem sido substituído por Guilherme Mancini (PSDB).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora