Em meio à falta de água, obra de nova adutora começa no Zanaga

Moradores relatam instabilidade no serviço nos últimos 15 dias; prefeitura diz que realizou manutenção no local


As obras para a construção de uma nova adutora no Pós-Anhanguera, em Americana, tiveram início nesta semana, período em que a falta de água se tornou mais constante na rotina dos moradores da parte alta do Antônio Zanaga, com relatos de interrupções diárias do serviço nos últimos 15 dias.

No mês passado, quando a prefeitura anunciou o investimento de R$ 5,3 milhões para a estrutura, o diretor do DAE (Departamento de Água e Esgoto), Carlos Zappia, disse que a obra acabará com os rompimentos que causam a paralisação do abastecimento. A previsão é de que a adutora seja entregue em setembro do ano que vem.

A reportagem foi procurada nesta terça-feira com relatos de falta d’água nas ruas Anita Garibaldi, Benedito Calixto, Conselheiro Antônio, Aura Celeste, Avenida Afonso Arinos e Avenida Cândido Portinari.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
A solução encontrada pelo aposentado Celso de Lima foi comprar uma segunda caixa de água

Desde o fim do mês passado as torneiras desta região ficariam secas entre 7 horas e meia-noite, quando a água retorna, mas por breve período, somente até o início da manhã. Esse foi o padrão relatado por oito pessoas ouvidas pelo LIBERAL.

A solução adotada pelo aposentado Celso Bento de Lima, de 58 anos, foi a compra de uma segunda caixa d’água para dar conta da demanda – a primeira tem capacidade de 500 litros. Ele mora com a mãe acamada, e tem dificuldades em dar o banho diário nela.

Questionado, o DAE disse que instabilidade no serviço não tem relação com a obra da adutora e que os locais onde houve reclamações estavam passando por manutenção.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora