22 de julho de 2024 Atualizado 22:34

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

MEIO AMBIENTE

Em audiência pública sem autoridades, Suzano é alvo de críticas na câmara

Público praticamente lotou o plenário e 15 pessoas usaram a tribuna para criticar ausência de autoridades e mau cheiro na região do Cariobinha

Por Gabriel Pitor

04 de julho de 2024, às 09h02 • Última atualização em 04 de julho de 2024, às 09h03

Audiência na Câmara de Americana discutiu poluição atmosférica na região do Cariobinha - Foto: Gabriel Pitor/Liberal

A audiência pública promovida nesta quarta-feira (3) pela câmara para discutir o mau cheiro na região do Cariobinha, em Americana, não teve a presença de autoridades ou representantes da unidade de Limeira da produtora de celulose Suzano.

No entanto, isso não impediu que a empresa fosse criticada pelo público que participou do encontro, bem como pelo vereador Thiago Martins (PL), que acusa a Suzano de ser a responsável pela suposta poluição atmosférica

Para discutir medidas, foram convidados representantes da produtora, do MP (Ministério Público) e da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), mas ninguém apareceu – no caso da Cetesb, a reportagem já tinha sido avisada em nota.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

A prefeitura também não enviou representantes e, além de Martins, apenas mais dois vereadores marcaram presença: Gualter Amado (PDT) e Professora Juliana (PT).

Por outro lado, o público praticamente lotou o plenário e 15 pessoas se inscreveram para usar a tribuna, sendo que as críticas foram direcionadas à ausência de autoridades e à Suzano pelo odor. Vários participantes também cogitaram fazer uma manifestação em frente à empresa.

Audiência na Câmara de Americana discutiu poluição atmosférica na região do Cariobinha – Foto: Gabriel Pitor/Liberal

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

A mais aplaudida foi a aposentada Carmen Silvia Erbolato, de 82 anos, que pediu aos condomínios da região do Cariobinha para instalarem medidores de poluição para juntarem provas.

Já o aposentado Rubens Zaoral, 71, apresentou neste ano uma denúncia ao MP e atualmente lidera um abaixo-assinado com cerca de 1 mil assinaturas pedindo providências à prefeitura e ao ministério. Ele participou da audiência para divulgar a iniciativa.

Segundo Martins, o conteúdo da audiência será compilado em um documento a ser encaminhado ao MP e à prefeitura, cobrando providências.

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

Ao LIBERAL, a Suzano reafirmou que adota em seus processos as melhores práticas disponíveis, bem como atende a todos os parâmetros e normas ambientais vigentes.

A empresa ainda destacou que todas as suas operações são licenciadas e a produção “utiliza tecnologia adotada mundialmente, sustentável e que não provoca danos para saúde de pessoas.”

Publicidade