26 de novembro de 2020 Atualizado 10:36

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

TRANSPORTE

Duplicação da linha férrea em Americana está prevista para 2023, segundo secretário

Projeto faz parte de plano do governo estadual para modernização dos trilhos; Sumaré e Nova Odessa também devem fazer parte

Por Marina Zanaki

20 out 2020 às 14:59 • Última atualização 20 out 2020 às 15:03

A duplicação da linha férrea em trecho que passa por Americana está prevista para 2023. A informação é do secretário de Desenvolvimento Regional, Marcos Vinholi.

Nesta segunda-feira, o governador João Doria (PSDB) anunciou a duplicação da malha nos trechos que passam pela cidade e por Sumaré. A malha em Nova Odessa também passará por modernização.

A obra faz parte de um pacote de R$ 6 bilhões de investimentos na malha do Estado de São Paulo e abrange 72 municípios.

O investimento deve gerar 134 mil empregos e vai expandir a capacidade de transporte das atuais 35 milhões toneladas por ano para 75 milhões.

O empreendimento será realizado pelo Grupo Rumo Logística no contexto da concessão da malha ferroviária.

Em Americana, está prevista a duplicação em 2023, com a inclusão de viadutos, e a modernização em 2024. Nova Odessa terá modernização e investimento para conflitos urbanos em 2024.

Neste mesmo ano, terá início a modernização dos trilhos em Sumaré. A duplicação na cidade está prevista para 2025.

“Pelo montante, as obras vão gerar um benefício em imposto importante para as prefeituras. Além disso, esse corredor vai ficar muito mais forte em termos de quantidade transitada”, explicou Vinholi em entrevista ao LIBERAL.

Trecho da linha férrea na região central de Americana – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

“Essa antecipação da concessão demorou anos, nos últimos dois anos o governo trabalhou muito para isso, o governador se empenhou pessoalmente por acreditar nesse modal. Acho que vai ser estratégico para o Estado e para toda a região”, afirmou o secretário.

O anúncio faz parte do Retomada 21/22, plano anunciado na última sexta-feira para impulsionar a economia do Estado.

A Rumo Logística confirmou as informações divulgado pelo Estado, mas não passou mais detalhes dos investimentos na região.

“A duplicação entre Sumaré e Americana é parte de uma duplicação de mais de 100 quilômetros de extensão entre Campinas e Itirapina, que inclui a construção de viadutos, passarelas e outras melhorias de mobilidade urbana nas proximidades da linha férrea”, disse a empresa.

Trem Intercidades

Apesar de a duplicação da malha ferroviária não estar relacionada ao TIC (Trem Intercidades) em Americana, este pode ser favorecido.

O projeto, que vai ligar a cidade de São Paulo a Campinas e Americana, pode ser beneficiado na medida em que as obras aumentem as receitas da concessionária Rumo e sua capacidade de investimento.

A Secretaria de Transportes Metropolitanos disse que “continua em estudo” para implantação do TIC em Americana.

Em janeiro, o secretário executivo da pasta, Paulo Galli, confirmou que Americana fará parte do Trem Intercidades, mas apenas após a instalação do primeiro trecho, até Campinas.

Publicidade