‘Dose D’ será dada em bebês de duas cidades da RPT

Hortolândia e Sumaré fazem parte da lista dos municípios que devem aplicar a dose, que é destinada a crianças com mais de seis meses e menos de um ano


A Secretaria Estadual de Saúde determinou que 39 cidades de São Paulo que registraram casos de sarampo passem a vacinar bebês a partir de amanhã. Na região, Hortolândia e Sumaré fazem parte da lista dos municípios que devem aplicar a “Dose D”, destinada a crianças com mais de seis meses e menos de um ano.

O objetivo da aplicação dessas doses atende a uma determinação do Ministério da Saúde. “Além de proteger, a medida de segurança pretende interromper a cadeia de transmissão do vírus do sarampo no país”, divulgou a pasta federal.

Foto: Marcelo Camargo / ABr
“Dose D”, para crianças entre seis meses e um ano, não fará parte do calendário

Essa dose não fará parte do calendário de vacinas. Assim, ao completarem 12 meses, as crianças devem receber a primeira dose da tríplice viral – que protege também contra sarampo – e o reforço aos 15 meses. É preciso esperar um período de 30 dias entre a aplicação da “Dose D” e da tríplice viral.

Americana, Hortolândia e Sumaré tiveram um caso confirmado da doença cada; contudo, Americana não recebeu a orientação de vacinar bebês. A Secretaria Estadual esclareceu que não recebeu a notificação – que é obrigatória – desse caso no município, e indicou que a atualização das cidades com indicação de vacinação de bebês será atualizada “semanalmente”.

A Prefeitura de Americana foi questionada se não comunicou o Estado sobre a confirmação do caso e disse que refuta a informação de que não relatou o caso, destacando que “o GVE (Grupo de Vigilância Epidemiológica) de Campinas foi notificado via sistema e via e-mail”. Na sexta-feira, a Vigilância Epidemiológica da cidade divulgou que emitiu um comunicado às unidades básicas de saúde informando que, a partir de agora, a vacina para crianças menores de um ano deve ser feita para quem se deslocar para “áreas com surto confirmado”.

A Prefeitura de Hortolândia confirmou que vai passar a oferecer as doses a partir de quinta-feira para bebês a partir dos seis meses. Sumaré disse na sexta-feira que não mudaria a vacinação; após a orientação do Estado, a assessoria da prefeitura não foi localizada.

Segundo a Secretaria Estadual, os casos entre crianças menores de 12 meses de idade representam 13,6% dos 967 casos existentes no Estado de São Paulo.

Viagens

Quem se deslocar para essas cidades também deve proteger as crianças. A orientação é que a dose seja aplicada com 15 dias de antecedência. Na região, Campinas e Indaiatuba também receberam a indicação.

Cidades que vão vacinar bebês contra o sarampo:

• Atibaia
• Barueri
• Caçapava
• Caieiras
• Campinas
• Capital – São Paulo
• Carapicuíba
• Diadema
• Embu
• Estrela D’Oeste
• Fernandópolis
• Francisco Morato
• Guarulhos
• Hortolândia
• Indaiatuba
• Itapetininga
• Itaquaquecetuba
• Jales
• Jundiaí
• Mairiporã
• Mauá
• Mogi das Cruzes
• Osasco
• Peruíbe
• Pindamonhangaba
• Praia Grande
• Ribeirão Pires
• Ribeirão Preto
• Rio Grande da Serra
• Santo André
• Santos
• São Bernardo do Campo
• São Caetano do Sul
• São José do Rio Preto
• São José dos Campos
• Sorocaba
• Sumaré
• Taboão da Serra
• Taubaté.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora