Doria garante trem intercidades até Americana

Governador eleito reafirmou o compromisso que foi uma de suas bandeiras na campanha eleitoral, nesta quinta-feira


O governador eleito João Doria (PSDB) garantiu nesta quinta-feira que o projeto do trem intercidades terá Americana como parte do investimento. A viabilidade de se usar a malha ferroviária na cidade para o transporte de passageiros é posta em xeque pela saturação apresentada.

Hoje, pelo menos 20 trens de carga passam diariamente por Americana. Segundo especialista, o trecho estaria em seu limite de operação, já que no trajeto a partir de Campinas para o interior a linha férrea é simples, ou seja, só há um trilho.

Foto: João Colosalle / O Liberal
João Doria recebeu jornalistas do interior do Estado para entrevista

Em outubro, a Rumo Logística, uma das concessionárias da linha férrea, informou ao LIBERAL que estudou onde seria viável ter um trem intercidades, e a conclusão é de que é viável entre Campinas e Jundiaí, parte do trecho do projeto.

Em entrevista coletiva a jornalistas do interior do Estado nesta quinta-feira, em São Paulo, Doria, porém, reafirmou o compromisso que foi uma de suas bandeiras na campanha eleitoral.

Questionado pelo LIBERAL se sua gestão pretendia manter Americana no projeto do trem de passageiros, apesar da possibilidade de ser inviável o uso da malha ferroviária, Doria respondeu afirmativamente. “Sim, [o Estado] pretende”, disse.

Segundo o tucano, o projeto será feito por PPP (Parceria Público-Privada). “Não vai ter investimento direto do Estado, mas uma ação coordenada por Estado e municípios”, afirmou.

Doria ainda cobrou empenho dos prefeitos no projeto. “Só poderemos colocar de pé esse programa se os municípios por onde a linha férrea já passa estiverem apoiando”, disse. “Mas acho difícil um prefeito de uma linha intercidade, que agiliza o transporte de passageiro, carga e leva desenvolvimento e valorização territorial, não querer”.

SINAL. Na terça-feira, audiência pública em Brasília, organizada pelo deputado federal Vanderlei Macris (PSDB), sinalizou que o trecho de Americana segue nos planos do governo, mas a situação da malha ferroviária demandaria investimento maior.

Uma das expectativas é de que o projeto ocorra em duas etapas – o trecho Campinas-Jundiaí e o trecho Campinas-Americana. No primeiro, a existência de mais linhas favoreceria o fluxo com passageiro. Já em Americana, seriam necessárias desapropriações e estudos ambientais.

A ideia é que as obras do trem intercidades comecem na gestão Doria. O trem percorreria 135 quilômetros, de Americana a São Paulo, a 160km/h, em vagões com wi-fi. A estimativa de custo é de R$ 6,5 bilhões.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora