19 de setembro de 2021 Atualizado 09:23

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

COVID-19

Doria antecipa para 16 de agosto fim da vacinação de adultos com 1ª dose; adolescentes começam dia 18

Anúncio foi feito na tarde desta quarta-feira, durante coletiva de imprensa; veja o calendário da vacinação de adolescentes

Por Marina Zanaki

28 jul 2021 às 13:15 • Última atualização 28 jul 2021 às 14:26

O governo de São Paulo antecipou para 16 de agosto o fim da vacinação com a primeira dose de todos os adultos do Estado. Até então, o calendário previa aplicação de ao menos uma dose em toda a população acima dos 18 anos até 20 de agosto.

Outra atualização divulgada nesta quarta-feira pelo governador João Doria (PSDB) é o início da vacinação de adolescentes entre 12 e 17 anos com comorbidades em 18 de agosto – o calendário previa no dia 23.

Veja o calendário divulgado pelo governo – Foto:

“É o senso de urgência, de respeito pela vida dos brasileiros que vivem no Estado de São Paulo. Estamos podendo fazer isso pois compramos 4 milhões de doses adicionais da Coronavac junto à fabricante Sinovac. Já chegaram, foram distribuídas, e com a ajuda dos prefeitos e secretários de Saúde, estamos antecipando a vacinação no Estado de São Paulo”, declarou Doria.

O Vacinômetro do Estado de São Paulo aponta mais de 35 milhões de doses aplicadas. Entre a população adulta, 76% recebeu ao menos uma dose e 21% está com o esquema vacinal completo.

“Lembrando que não podemos deixar de falar dos faltosos, que não voltaram às unidades básicas para a segunda dose. É muito importante que completem esquema vacinal. Quando mostramos esse novo calendário, estamos trabalhando simultaneamente com as duas doses da vacina”, disse a coordenadora do Programa Estadual de Imunização, Regiane de Paula.

Imunização reduz indicadores da pandemia

Coordenador do Centro de Contingência, Paulo Menezes destacou a forte adesão da população às vacinas e a redução nos indicadores da pandemia.

“Tínhamos dito que o primeiro impacto seria na gravidade dos casos e fatalidade, e isso observamos já há cerca de dois meses, observando redução principalmente nas internações. Agora também observamos redução importante no número de casos, porque as faixas etárias que produzem mais casos estão recebendo suas doses de vacina. A faixa de 30 a 50 aos é responsável por 43% do total de casos no Estado de São Paulo, e todos tem pelo menos uma dose das vacinas disponíveis”, disse o médico.

Ele prevê uma continuidade dessa queda. “A faixa dos 20 aos 29 anos, que se inicia agora, responde por 18% dos casos. Dessa forma, minha perspectiva é que nas próximas semanas vamos ver redução bastante importante de casos por dia”, finalizou Menezes.

Publicidade