Dois são presos entre Limeira e Americana com 700 quilos de maconha

Um deles foi preso na Rodovia Anhanguera, no limite entre Americana e Limeira, o segundo envolvido tentou fugir, mas foi alcançado no Zanaga


A Guarda Civil de Limeira prendeu na tarde desta quinta-feira (11) dois homens transportando cerca de 700 quilos de maconha. Um deles foi preso na Rodovia Anhanguera (SP-330), no limite entre Americana e Limeira, enquanto o segundo envolvido tentou fugir, mas foi alcançado no bairro Antônio Zanaga. As drogas estão avaliadas em aproximadamente R$ 1 milhão e seriam entregues em Campinas. A operação contou com o auxílio da Gama (Guarda Municipal de Americana), Polícia Militar e Polícia Militar Rodoviária.

Segundo informações do guarda civil Alexandre Sordi, de Limeira, a corporação chegou até os suspeitos por meio do sistema de inteligência, que indicava que o transporte de entorpecentes era feito por meio de dois veículos, um Corsa e uma Fiorino. Quando esse dois carros foram flagrados pelo radar de inteligência na saída da cidade de Limeira, por volta das 17h40, três viaturas começaram a acompanhá-los.

Foto: Guarda Civil de Limeira / Divulgação
Drogas seriam entregues em um posto de combustíveis de Campinas

O motorista do Corsa foi alcançado na Rodovia Anhanguera por uma das viaturas, no limite das duas cidades. No veículo haviam cinco tijolos de maconha.

Já o motorista da Fiorino não obedeceu ao sinal de parada e houve perseguição. Ainda na Anhanguera, na altura do bairro Antônio Zanaga, o suspeito perdeu a direção do veículo, bateu contra o canteiro central, abandonou o carro e fugiu a pé.

“Ele saiu correndo pela rodovia, eu fui atrás e o encontrei há umas seis ruas do local que tinha fugido. Na fuga, ele colocou a vida dele e de outros motoristas em risco ao correr pela Anhanguera”, contou Sordi. Os outros tijolos de maconha estavam no baú da Fiorino.

Foto: Divulgação_Guarda Civil de Limeira
Tijolos de droga apreendidos pela Guarda foram levados para a Central de Polícia Judiciária, em Americana

Os dois homens, de 31 e 38 anos, receberam voz de prisão em flagrante por tráfico de drogas. Eles são moradores de Sumaré e relataram aos guardas que foram contratados para pegarem os veículos em posto de combustível na cidade de Limeira e que depois deixariam os carros em outro posto, em Campinas, porém não deram mais informações sobre o possível contratante.

Há indícios também de que os dois carros utilizados no transporte das drogas foram usados em outras ocorrências de roubo de cargas, de acordo com a guarda limeirense.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!