20 de abril de 2021 Atualizado 20:37

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

SAÚDE

Diretor do Hospital Municipal de Americana deixa o cargo

Saída de José Carlos Marzochi foi em comum acordo e por motivos pessoais, segundo a prefeitura

Por João Colosalle

07 abr 2021 às 11:58 • Última atualização 07 abr 2021 às 12:13

O diretor-superintendente da Fusame, José Carlos Marzochi, durante inauguração de novo pronto-socorro do Hospital Municipal - Foto: Marcelo Rocha / O Liberal_07.02.2020

A Prefeitura de Americana informou na manhã desta quarta-feira (7) a saída do superintendente da Fusame, José Carlos Marzochi. Ele era responsável pela autarquia que administra o Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi.

Segundo a prefeitura, a saída foi decidida em comum acordo com Marzochi, que teria pedido exoneração apontando motivos pessoais.

“O prefeito Chico Sardelli agradece a Marzochi pela dedicação, empenho e pelo bom serviço prestado durante todo o período em que esteve à frente do HM. Caberá agora ao conselho diretor da Fusame definir o substituto”, informou a prefeitura em nota.

A saída de Marzochi, que estava há três anos como diretor do HM, ocorre em meio ao pior momento da pandemia em Americana. No município, três hospitais particulares registravam nesta terça-feira (7) ocupação total dos leitos de UTI para pacientes com Covid-19.

Até a semana passada, esta também era a realidade do Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi. No final de semana, porém, a unidade recebeu novos respiradores do Ministério da Saúde, o que aliviou a ocupação na rede municipal. Nesta quarta, de 26 leitos de UTI existentes no HM, 14 estavam ocupados. Já a enfermaria estava lotada.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Em entrevista ao LIBERAL publicada em janeiro, Marzochi, de 65 anos, definiu os nove meses de pandemia, até então, como um aprendizado diferente de tudo o que já viveu.

Publicidade