11 de agosto de 2020 Atualizado 19:49

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Apreensão

DIG de Americana estoura depósito de drogas na Vila Mathiensen

Imóvel fica na Rua dos Curiós e servia para armazenar os entorpecentes que seriam vendidos no Jardim dos Lírios; ninguém foi preso

Por Leonardo Oliveira

07 jul 2020 às 11:47 • Última atualização 07 jul 2020 às 14:10

A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Americana encontrou um depósito de drogas na Vila Mathiensen, na manhã desta terça-feira (7). Ninguém foi preso na ação.

Os agentes apreenderam no imóvel 1.550 porções de cocaína (2 kg), 1.450 porções de maconha (1,5 kg), além de balança de precisão e anotações da contabilidade do tráfico.

Drogas e anotações do tráfico encontrados na residência – Foto: DIG/Americana

Em entrevista ao LIBERAL, o investigador Emerson Siqueira afirmou que a casa, que fica na Rua dos Curiós, servia como depósito para a droga que era vendida no bairro Jardim dos Lírios.

Com o material apreendido, os agentes trabalham agora para identificar o dono da droga e a cadeia de comando existente até a venda dela.

Nenhum suspeito foi encontrado na casa. Emerson acredita que o local não era usado como moradia e sim apenas para a retirada do entorpecente. A DIG estava de olho no depósito desde a semana passada, quando houve uma denúncia anônima apontando para a existência de armas na casa.

Quando chegaram ao local, por volta das 8h desta terça-feira, os seis investigadores não acharam armamento, mas encontraram uma grande quantia de entorpecentes na casa do fundo do imóvel.

O forte odor de maconha chamou a atenção dos agentes, que acharam o material dividido em vários cômodos. As investigações seguem sendo feitas pela DIG para tentar identificar os responsáveis.

“Nós já temos uma linha de investigação em andamento, até pelas coisas que foram encontradas no interior do imóvel. Já sabemos o ponto onde essa droga é comercializada no Jardim dos Lírios. Já dá para a gente conhecer toda a estrutura. Dá pra saber quem é o dono desse entorpecente, os gerentes das biqueiras e os funcionários”, destacou.

Podcast Além da Capa
Por quais razões a recomendação de manter o isolamento social permanece como a maneira mais difundida no combate ao novo coronavírus, mesmo com mais de 100 dias de quarentena e com a retomada da produção econômica em curso? É o que discute essa edição do podcast “Além da Capa”. Ouça: