17 de abril de 2021 Atualizado 23:00

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Polícia Civil

DIG de Americana esclarece roubos contra 11 farmácias e uma padaria na região

Investigação apontou três indivíduos, dos quais dois estão presos; associação do grupo ainda é investigada

Por Paula Nacasaki

08 abr 2021 às 18:02 • Última atualização 08 abr 2021 às 19:39

A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Americana esclareceu 12 roubos ocorridos em Americana, Nova Odessa e Santa Bárbara d’Oeste nos últimos dez meses. A maioria dos crimes aconteceu em farmácias.

De acordo com o delegado responsável pela investigação, José Donizeti de Melo, dez farmácias de Americana e uma de Nova Odessa, além de uma padaria de Santa Bárbara, foram alvos dos ladrões.

Delegado José Donizeti de Melo falou sobre os roubos em entrevista coletiva nesta quinta-feira – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

Segundo ele, três homens são investigados pelos roubos. Apesar de de agirem separados em alguns dos crimes, a suspeita é de que o trio faça parte do mesmo bando. Caso essa tese seja comprovada, todos eles responderão conjuntamente pelos 12 delitos.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Durante coletiva de imprensa, o delegado esclareceu que o setor de investigação da DIG, juntamente com o serviço de inteligência das guardas municipais das cidades envolvidas conseguiram chegar primeiramente a dois suspeitos, ainda no mês de março.

Com as imagens de segurança dos estabelecimentos roubados e o reconhecimento das vítimas, a polícia conseguiu comprovar que um homem, que está preso preventivamente, esteve envolvido em pelo menos nove destes roubos, sendo que agia sempre na companhia de um outro indivíduo.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Algumas das vítimas identificaram este comparsa, porém, outras pessoas que também foram roubadas não o reconheceram. Dessa maneira, a polícia começou a trabalhar com a hipótese de um terceiro envolvido.

Paralelamente a isso, a DIG também conseguiu comprovar na última quarta-feira (7) que um morador de rua de 34 anos, que está preso, tinha participação em três assaltos contra uma farmácia da Avenida Nossa Senhora de Fátima, em Americana.

Homem foi preso após roubar três vezes a mesma drogaria – Foto: Reprodução

Os crimes ocorreram em 17 e 20 de Março e, neste último, o ladrão chegou a roubar duas vezes no mesmo dia o estabelecimento, às 6 e às 12 horas.

Com o esclarecimento desse crime, a DIG cogitou que esse morador de rua pudesse estar ligado aos outros roubos, junto com os outros dois homens já envolvidos na investigação.

O próximo passo da polícia é confrontar mais uma vez as vítimas com as imagens do morador de rua, para ver se elas o identificam como participante dos crimes anteriores e, se isso ocorrer, ficaria comprovada a associação criminosa do trio.

Do mesmo modo, também ficaria esclarecido que o homem preso praticava alguns roubos com o morador de rua e também alguns com o outro indivíduo identificado em partes dos crimes, que ainda não foi localizado.

Publicidade