Diagnóstico sobre idosos deve sair até março em Americana

Conselho vai acompanhar o trabalho da empresa a ser contratada, a partir do qual será formulado um plano com ações voltadas para essa faixa


Foto: Arquivo / O Liberal
Presidente do Comid, vereador Gualter Amado (PRB), informa que a verba foi liberada em 2018 e que o diagnóstico deveria estar pronto desde março

Até março do próximo ano, Americana terá o diagnóstico da população de idosos no município. A data limite consta no edital com as regras para escolha da empresa que executará o serviço, disponível desde quinta-feira no site da prefeitura. O valor destinado à licitação é de R$ 111.135,39.

A data também corresponde ao prazo estipulado no convênio entre a prefeitura e o governo do Estado para realização do diagnóstico. O levantamento já deveria ter acontecido, mas o vínculo foi editado e o prazo esticado até março do próximo ano.

O presidente do Comid (Conselho Municipal do Idoso), vereador Gualter Amado (PRB), informa que a verba foi liberada em 2018 e que o diagnóstico deveria estar pronto desde março desse ano, mas pela demora na publicação do edital o município precisou pedir o aditamento no prazo para não perder os recursos.

Segundo ele, há três meses um primeiro edital chegou a ser publicado pela prefeitura, mas acabou retirado em seguida. “Identificaram algum erro e retiraram. Por isso, nem cheguei a estudar o edital. Mas dessa vez farei isso”, disse Gualter.

Uma comissão do Comid vai acompanhar o trabalho da empresa na elaboração do diagnóstico. A pesquisa englobará desde informações básicas, como o número de pessoas acima de 60 anos residentes no município, até as demandas dessa população.

Segundo a prefeitura, a partir do diagnóstico será formulado um plano municipal com ações voltadas ao atendimento das demandas do município quanto à população idosa. Ainda de acordo com a prefeitura, o plano será elaborado em conjunto com todas as secretarias e, posteriormente, concretizado.

Segundo dados da Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados), para cada 100 crianças com idade entre 0 e 14 anos existem 101 idosos em Americana.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora