29 de junho de 2022 Atualizado 21:44

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

'CAMINHO DAS PEDRAS'

DAE contrata fundação para apontar soluções para gargalos do esgoto

Fipe deverá indicar de qual forma os problemas podem ser resolvidos e quais seriam os custos; acordo é de R$ 1,7 milhão

Por Rodrigo Alonso

21 de maio de 2022, às 08h57 • Última atualização em 21 de maio de 2022, às 08h58

Superintendente do DAE, Carlos Zappia enumerou as dificuldades do setor - Foto: Arquivo / O Liberal

O DAE (Departamento de Água e Esgoto) de Americana contratou a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), por R$ 1,7 milhão, para apontar soluções para os gargalos do sistema de esgoto na cidade. O acordo foi publicado pelo departamento no Diário Oficial desta sexta-feira.

Segundo o superintendente do DAE, Carlos Zappia, a fundação deverá indicar de qual forma os problemas do sistema podem ser resolvidos e quais seriam os custos.

“Eles vão levantar toda a situação do sistema de esgoto da cidade e apresentar para a gente formas de solucionar essa problemática do esgoto”, disse.

Ainda de acordo Zappia, os problemas são diversos. “Nós temos com rede, com emissários, PVs [poços de visita], elevatórias… Então, a problemática do esgoto não se limita só a tratamento”, comentou.

Ele também mencionou a situação da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) Carioba, cuja reforma foi determinada pela Justiça de Americana e tem sido cobrada pelo Ministério Público do Estado. Também citou a necessidade de ampliar o sistema e tirar todo o esgoto da Gruta Dainese, entre outras questões.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“Nós estamos falando de uma série de serviços que precisam ser feitos e precisam ser levantados, avaliados, de como, quando, por onde começar, como fazer”, afirmou.

O contrato com a Fipe tem validade de 12 meses e prevê “prestação de serviços de consultoria em soluções e alternativas para a delegação dos serviços de esgotamento sanitário no município”.

Não houve licitação, que, conforme prevê a legislação, pode se dispensada quando se trata da contratação de uma instituição de pesquisa.

“A Fipe vai nos apresentar, de uma forma simplificada, um caminho das pedras, através de um estudo de um órgão que é especialista em gestão”, apontou Zappia.

A Fipe é uma organização de direito privado, sem fins lucrativos, criada em 1973. Entre seus objetivos está o apoio a instituições de ensino e pesquisa, públicas ou privadas, em especial o Departamento de Economia da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo.

Publicidade