Comércio registra movimento além do esperado

Comércio espera faturar 5% a mais que no mesmo período do ano passado; lojas passaram a funcionar até as 22 horas


Foto: Marcelo Rocha - O Liberal.JPG
Consumidores foram às compras na região central de Americana na noite desta 5ª

O movimento no Centro de Americana na primeira noite de funcionamento do comércio em horário especial superou as expectativas da Acia (Associação Comercial e Industrial), segundo o presidente da entidade, Dimas Zulian. Daqui até o Natal, o comércio espera faturar 5% a mais que no mesmo período do ano passado. Desde ontem, as lojas passaram a funcionar até as 22 horas.

“Está uma fila enorme ainda das famílias para levar as crianças ao passeio no trenzinho do Papai Noel. A casa do Papai Noel tem uma fila enorme”, afirmou Dimas, por volta das 21 horas.

Ele ainda não sabia, ontem à noite, se o movimento no calçadão se traduziu em faturamento. “Talvez amanhã [hoje] a gente Já tenha uma indicação”, explicou.

Jeferson Leandro, de 30 anos, e Maria Arlete da Silva, de 28, aproveitaram o horário estendido e levaram os dois filhos para passear e dar uma olhada nos preços. “Comprar presentes agora não, mas é mais para passear e comprar algumas outras coisinhas”, conta Maria. Eles também acharam que o movimento estava maior que o do ano passado.

O comerciante José Marcos dos Santos Lins, de 41 anos, considerou o movimento fraco, menor que o ano passado. “Acho que por conta da crise. Pouco dinheiro e muito desemprego”, frisou. Rafael Cosmos, de 29 anos, e Lenice Costa, de 28, também acharam o movimento pequeno. Para eles, o horário especial facilita as pesquisas e compras, já que as pessoas têm mais opções.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!