30 de maio de 2020 Atualizado 15:01

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

COVID-19

Com isolamento em queda, Prefeitura de Americana pede que população fique em casa

Administração reforça que medida é necessária para que a cidade possa reabrir o comércio “o mais rápido possível”

Por André Rossi

07 Maio 2020 às 21:45

Com o índice de isolamento em queda, a Prefeitura de Americana pediu nesta quinta-feira (7) para que a população fique em casa. Através das redes sociais, a administração do prefeito Omar Najar (MDB) defendeu que a medida é necessária para que a cidade possa reabrir o comércio “o mais rápido possível”.

Prefeitura de Americana pede que população respeite o isolamento social – Foto: Prefeitura de Americana / Divulgação

Nesta quarta-feira (6), o índice de isolamento social em Americana foi de 43%. É o terceiro dia seguido de queda no percentual da cidade, assim como ocorreu na semana passada.

“O isolamento social em Americana está baixo! Fique em casa pela sua saúde e para reabrirmos o comércio o mais rápido possível”, traz o comunicado da prefeitura.

Conforme publicado pelo LIBERAL nesta quinta, a avaliação do Comitê de Contingência do Coronavírus de São Paulo é de que Americana e região têm poucas chances de fazer parte da primeira etapa de flexibilização da quarentena que visa combater a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O Secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, também disse em entrevista à Folha de S. Paulo que é improvável que a RMC (Região Metropolitana de Campinas) tenha reabertura imediata, pois está na “zona vermelha”.

Batizado de “Plano São Paulo”, o cronograma de reabertura será anunciado pelo governador João Doria nesta sexta-feira (8).

Santa Bárbara

Na segunda-feira (4), o prefeito de Santa Bárbara d’Oeste, Denis Andia (PV), fez um apelo nas redes sociais para que os moradores fiquem em casa.

A fala ocorreu após o governador afirmar que as cidades que não tiverem taxa de isolamento acima de 50% ficarão de fora da primeira etapa da retomada.

“Se não for por algo essencial… #FiqueEmCasa”, escreveu Denis no Twitter.