03 de dezembro de 2020 Atualizado 00:17

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Fenômeno

Chuva de meteoros Orionids poderá ser observada nesta madrugada

Astrônomo do OMA ressalta que tempo nublado e com chuvas pode prejudicar observação em Americana e região

Por Natália Velosa

19 out 2020 às 15:52

A chuva de meteoros Orionids, proveniente do cometa Halley, poderá ser observada a olho nu. A madrugada desta terça-feira (20) será o melhor dia para a observação. Basta olhar para as Três Marias, pertencentes à constelação de Orion, a partir da meia-noite, e aguardar o evento astronômico.  

Meteoros poderão ser observados nesta madrugada – Foto: Nasa

Entretanto, de acordo com o astrônomo responsável pelo OMA (Observatório Municipal de Americana), Carlos Andrade, caso o tempo continue nublado e com chuvas, a observação do fenômeno em Americana e região ficará prejudicada.

A estimativa, segundo Carlos, é que passe 20 meteoros por hora, por isso ressalta que é necessário paciência.

“As pessoas que tiverem interesse em observar esse fenômeno devem primeiro procurar um lugar escuro, se possível deitar um colchonete no chão para ficar mais confortável, fixar o olho na constelação de Orion e não ter pressa”, disse o astrônomo.

Esse fenômeno possui incidência de meteoros rápidos, com velocidade de 67 km/s e magnitude (o brilho dos meteoros) aparente de 2.5.

Outro fenômeno
Além da chuva de meteoros Orionids, Carlos citou que hoje será possível ainda observar mais três planetas a olho nu: Júpiter, Saturno e Marte.

Eles devem permanecer visíveis por mais algumas semanas e também não será necessário nenhum equipamento para visualizar. “Não é sempre que acontece, porque os planetas têm movimentos diferentes e, por conta disso, são vistos em épocas diferentes. Esse ano coincidiu de estarem todos eles visíveis juntos”, completou.

Júpiter é o maior de todos e o mais brilhante. Logo no início da noite, ele estará bem no alto do céu. Já Saturno é o segundo maior planeta, considerado a “joia” do Sistema Solar, por ter o sistema de anéis. Será possível observar próximo a Júpiter. Por fim, Marte é bem avermelhado e será possível observá-lo acima do horizonte leste.

*Estagiária sob supervisão de Guilherme Magnin

Publicidade