12 de junho de 2021 Atualizado 09:36

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

PANDEMIA

Chico descarta ampliar restrições e suspender aulas em Americana

Prefeito diz que comitê se reúne diariamente e que agirá se situação sair do controle

Por Pedro Heiderich

08 jun 2021 às 15:16

Chico fala após inauguração de setor na Gama – Foto: Marcelo Rocha/O Liberal

Apesar do avanço dos casos e da possibilidade de uma terceira onda da pandemia do coronavírus (Covid-19), o prefeito de Americana, Chico Sardelli (PV) descarta, por ora, ampliar restrições e suspender as aulas. A cidade bateu, em maio, recorde de casos confirmados da doença.

Em agenda nesta terça-feira (8) na Gama (Guarda Municipal de Americana), após a inauguração do Idmas (Implantação Inspetoria de Defesa da Mulher e Ações Sociais) o prefeito disse que agirá se a situação sair do controle.

“Estamos com muita cautela, nos reunindo todos os dias para ver se tem uma situação que pode fugir do controle. Até agora, graças a Deus, tivemos leitos suficientes, conseguimos atender a população. Mas se vermos que a situação vai sair do controle, vamos agir”, declarou.

“No momento, está sob controle a situação. E que a terceira onda seja só uma marola”, torceu. Americana tem seguido o Governo do Estado nas medidas de restrições da pandemia.

Duas semanas atrás, com o aumento de internações, o Governo prorrogou até domingo (13) a fase de transição do Plano São Paulo. Até lá, as atividades econômicas poderão funcionar até as 21 horas e com até 40% de sua capacidade máxima.

O governador João Doria deve anunciar nova classificação até sexta-feira (11).

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Algumas cidades anunciaram restrições, como Hortolândia, que, sem ver queda de casos e internações significativa, adiou para julho a retomada das aulas presenciais da rede municipal de ensino, antes marcada para junho.

Em Americana, as aulas voltaram no fim de maio e já foram registrados casos em duas creches. Uma delas segue com aulas suspensas.

Chico descarta suspender a retomada das aulas presenciais da rede municipal de Americana. “Até agora não temos uma decisão, o volume de preocupação neste sentido ainda não é alto, é um caso ou outro”.

O prefeito ressaltou que segue alerta. “De qualquer forma, estamos atentos à saúde dos estudantes e dos professores. Se isso estiver sob risco em algum momento, nós paramos as aulas presenciais”, garantiu.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Fiscalização de bares
Outra ação revelada por Chico é a de fortalecer a fiscalização de bares e afins para evitar aglomerações, mas cobrou a população e citou falta de efetivo suficiente para maior fiscalização.

“Temos mais de dez mil comércios na cidade, mas falta pessoal, isso dificulta. E falta também a população se conscientizar. Não sair, não aglomerar, usar máscara. Não é culpa do comércio. As pessoas têm de cumprir rigidamente os protocolos sanitários”.

Questionado sobre casas noturnas que seguem infringindo a lei e com aglomeração na cidade, Chico prometeu. “Se necessário vamos autuar. A Guarda está instruída para precaver, ronda ostensiva, e se for preciso, vai agir sem problema nenhum”.

A prefeitura aguarda os boletins de ocorrência para formalizar os processos e tomar as medidas cabíveis sobre os cinco bares fechados pela PM (Polícia Militar) por descumprir as medidas sanitárias no último final de semana de maio em Americana.

Publicidade