04 de junho de 2020 Atualizado 21:58

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Cemitério da Saudade de Americana fecha portões para impedir idosos

Famílias pediram restrição porque pessoas de idade estavam usando idas ao túmulos como desculpa para sair de residências

Por George Aravanis

07 abr 2020 às 08:41 • Última atualização 07 abr 2020 às 12:06

O Cemitério da Saudade, em Americana, fechou os portões a pedido de famílias de idosos que estavam indo muito ao local para conseguir escapar de casa em meio à quarentena. As pessoas com mais de 60 anos são o grupo mais vulnerável ao novo coronavírus (Covid-19), e a recomendação das autoridades é que não saiam.

Clique aqui e se inscreva no nosso canal do Telegram e receba as notícias no seu celular!

“[As famílias] Começaram a ligar e reclamar que os ‘véinho’ estavam indo muito lá. Era uma maneira de sair de casa”, conta o administrador do cemitério, Moacir Romero. Os cinco portões passaram a ficar fechados há aproximadamente uma semana e só são abertos só para os sepultamentos.

Foto: João Carlos Nascimento / O Lliberal
Cemitério da Saudade: portões fechados para evitar visitas de idosos

Romero disse que “várias” famílias entraram em contato para fazer o apelo. “Era um bom motivo [que os idosos usavam] para sair de casa: ‘tô indo no cemitério’”, conta.

De acordo com o administrador, a entrada não está proibida, mas a administração analisará caso a caso. “Lógico que, de repente se você chega lá [e disser] ‘hoje é aniversário de falecimento da minha mãe, do meu pai, queria fazer uma oração, nós vamos liberar. Tem as exceções que a gente abre.”

Porém, de acordo com o administrador, depois que o acesso ficou restrito, é muito raro alguém tentar entrar para visitar algum túmulo.

De acordo com Romero, desde o agravamento da pandemia causada pelo novo coronavírus, o número de pessoas nos velórios tem diminuído. Ele afirma que os funcionários têm conversado com as famílias para evitar aglomerações. Alguns velórios também têm sido mais curtos, afirma o administrador.

Antes do fechamento dos portões, ele diz que não houve um aumento no número de pessoas que iam aos cemitérios, mas que, principalmente pela manhã, sempre se via um ou outro levando flores a algum túmulo. O local também passou a fechar às 22 horas e reabrir às 6 horas – antes, não fechava. No Cemitério do Parque Gramado, o portão continua aberto.

Região

Em Nova Odessa, as visitas estão proibidas há cerca de 15 dias,. A medida está entre as regras gerais adotadas em meio à pandemia.

A Prefeitura Santa Bárbara d’Oeste informou que não restringiu a entrada nos cemitérios, mas recomenda que não haja visitas nem aglomerações.

A Prefeitura de Sumaré também disse que as visitas estão permitidas. Os funcionários orientam que não sejam formadas aglomerações, segundo a assessoria de imprensa do governo municipal. Nem Santa Bárbara nem Sumaré registraram pedidos de famílias semelhantes aos recebidos no Cemitério da Saudade.

Além da Capa, um podcast do LIBERAL

O alemão Jan Krutzinna, CEO da ChatClass, explicou como o distanciamento social em função da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) pode abrir espaço para o celular como ferramento aliada da educação, já que em função da quarentena as escolas estão fechadas e, muitas delas, optaram por manter as aulas online. Ouça o episódio:

{{1}}