08 de julho de 2020 Atualizado 22:08

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

INÉDITO

Cejusc de Americana realiza 1ª audiência por videoconferência

Medida foi necessária por causa da pandemia do novo coronavírus; reunião desta sexta-feira tratou de um divórcio consensual

Por Rodrigo Alonso

29 Maio 2020 às 16:37 • Última atualização 29 Maio 2020 às 20:42

O Cejusc (Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania) da Comarca de Americana realizou nesta sexta-feira (29) sua primeira audiência por videoconferência, em virtude da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Na ocasião, o órgão tratou de um divórcio consensual. A audiência reuniu as duas partes, o conciliador judicial Arnaldo Murasse Junior e o chefe do Cejusc, Dorival Benedito Martins. Cada um estava em sua casa.

Sede do órgão, situada em campus do Unisal, encontra-se fechada – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

“A gente fez alguns treinamentos junto ao Cejusc para poder conhecer as ferramentas, fazer simulações de audiência. Então, hoje, a gente conseguiu fazer essa primeira audiência por videoconferência”, conta Arnaldo.

A reunião foi feita por meio da Microsoft Teams, plataforma autorizada pelo TJSP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo).

Segundo o conciliador, para que haja a videoconferência, todas as partes precisam estar de acordo. “Se uma das partes não concordar e quiser fazer presencial, vai ter de aguardar. Senão, se ambas as partes concordarem em fazer a audiência, aí agenda-se a audiência de uma forma de videoconferência”, diz.

De acordo com Dorival, no dia e no horário da audiência, basta as partes acessarem um link disponibilizado pelo Cejusc.

“A pessoa não precisa nem estar com o Teams instalado. É só ela acessar pela internet mesmo. Ela vai clicar no link. Automaticamente, vem para mim e eu libero a entrada da pessoa na sala de audiência”, explica.

SUSPENSÃO
Ele aponta que, devido à pandemia, as audiências de conciliação marcadas para o período de 16 de março a 14 de junho estão suspensas.

Dorival promete, a partir da próxima segunda-feira (1º), ligar para todos os reclamantes e perguntar se eles querem fazer a reunião por videoconferência. No entanto, mesmo que aceitem, a audiência só poderá acontecer nesse formato se a outra parte concordar.

O chefe do Cejusc pede para as pessoas se atentarem ao prazo de prescrição. “Se puder prescrever e não der tempo de agendar uma audiência desse tipo que a gente realizou hoje, nós vamos fazer uma certidão e encaminhar para o cartório competente”, afirma.

A sede do órgão, situada no campus Maria Auxiliadora do Unisal (Centro Universitário Salesiano de São Paulo), encontra-se fechada neste momento.

Quem quiser entrar em contato com o Cejusc deve mandar um e-mail para cejusc.americana@tjsp.jus.br. O órgão também atende pelo telefone (19) 9-9182-3742, que aceita tanto ligações quanto mensagens via WhatsApp.

Podcast Além da Capa
Solidariedade e apoio aos necessitados marcam a luta contra o novo coronavírus (Covid-19) nas periferias da RPT (Região do Polo Têxtil). O LIBERAL visitou moradores do acampamento Roseli Nunes e da favela Zincão, em Americana, e da ocupação Vila Soma, em Sumaré, e observou como eles se unem para enfrentar as dificuldades provocadas pela pandemia. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira recebe o repórter André Rossi, que esteve nas comunidades, para repercutir essa apuração.