Casal de Americana cai em golpe de bitcoins e perde R$ 46 mil

As transações começaram em junho do ano passado e os depósitos eram realizados na conta do suposto estelionatário


Um casal de empresários de Americana caiu no golpe do bitcoin e teve um prejuízo de aproximadamente R$ 46 mil. As transações do dinheiro eletrônico começaram em junho do ano passado, mas o caso só foi comunicado à Polícia Civil nesta segunda-feira (17). Além desse, Americana investiga pelo menos outros dois casos envolvendo a moeda digital.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp. Envie uma mensagem para ser adicionado na lista de transmissão!

De acordo com informações das vítimas prestadas a polícia, em junho do ano passado, uma pessoa de nome Elvis Venceslau dos Santos os procurou, informando que era representante da empresa DD Corporation, oferecendo serviços de investimento com dinheiro digital.

A proposta era de que cada valor aplicado renderia 10% de juros ao mês e que o capital inicial seria devolvido na sua totalidade. O período da aplicação seria de nove anos.

Foto: Creative Commons
As transações do dinheiro eletrônico começaram em junho do ano passado

A empresária de 23 anos e seu companheiro de 35 anos, também empresário, começaram a realizar os depósitos na conta do suposto estelionatário, acreditando se tratar do funcionário da empresa.

No mês de novembro, Elvis disse ao casal que a empresa mudaria suas atividades e se transformaria em uma corretora.

No dia 17 de dezembro, o site da empresa saiu do ar e não foi mais possível o acesso dos clientes. Dias depois, o proprietário da empresa divulgou um vídeo no YouTube no qual relatava que a plataforma tinha sido vítima de hacker, tendo todos os seus arquivos copiados.

Ele então pedia para que os clientes passassem cópias de seus documentos para realizar uma auditoria interna e, dessa maneira, recadastrar os colaboradores financeiros.

Os empresários contaram ainda que no dia 10 de fevereiro foram notificados para reaverem os juros de suas aplicações financeiras, porém, dias depois do aviso, o dono da DD Corporation fez um novo vídeo no qual contava que a companhia estava falida e que os investidores só poderiam resgatar o dinheiro ao fim do contrato.

Depois disso, os empresários não conseguiram mais falar com nenhum responsável pelas aplicações e nem com o estabelecimento comercial.

No telefone do negociador, uma mulher atendeu as vítimas e disse que era a ex-esposa de Elvis. Ela afirmou que ele tinha conhecimento que a empresa aplicava golpes.

O caso foi registrado na CPJ (Central de Polícia Judiciária) de Americana e será investigado. O LIBERAL tentou contato com a DD Corporation, mas as ligações não foram atendidas até a publicação da reportagem.

Além da Capa, o podcast do LIBERAL

O podcast Além da Capa tem um episódio dedicado a diversos casos de golpes aplicados na região. O objetivo deste podcast é explicar como essas ações funcionam, o que as vítimas relatam às autoridades e como se proteger da abordagem de criminosos, seja pela internet ou pessoalmente. Ouça:

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora