Câmara homenageia PMs que prenderam suspeito de latrocínio


Foto: Divulgação.JPG
“É o reconhecimento de um trabalho que significou muito não apenas à família envolvida, mas a toda a sociedade”, afirmou o presidente da câmara

A câmara de Americana homenageou nesta quinta-feira (31) policiais militares envolvidos na prisão de Vinicius Pereira de Oliveira, de 23 anos, suspeito da morte da comerciante Giani Aparecida Molina de Lião, 54, durante um assalto a um açougue no Colina em 13 de outubro. Oliveira foi detido no dia 20 e confessou o crime, segundo a polícia.

Receberam a homenagem os cabos Claudinei Vicente da Silva, Gustavo Leandro Pereira, Cleber Romero de Moura, Alexsandro Matos dos Santos e o tenente Rodrigo Fernandes Jordão, do 1º Baep (Batalhão de Ações Especiais) da PM (Polícia Militar) de Campinas.

“Trata-se de uma simples lembrança, mas é o reconhecimento de um trabalho que significou muito não apenas à família envolvida, mas a toda a sociedade”, afirmou o presidente da câmara, Luiz da Rodaben (PP), durante a homenagem.

Vinícius foi preso na região do Ouro Verde, onde morava. Na data, o cabo Claudinei Vicente da Silva contou ao LIBERAL que a PM recebeu denúncia com a localização do suspeito.

Inicialmente, ele negou o crime, mas depois de algum tempo confessou. Na casa do suspeito os policiais encontraram a aliança de um funcionário do açougue. “Mostrou até o local onde ele tinha se desfeito da arma, a gente foi lá, procurou, procurou e não achou.”

Na quarta-feira, a Polícia Civil anunciou a prisão de mais dois suspeitos de ajudar a tramar o crime.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora