22 de abril de 2021 Atualizado 23:12

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

AMERICANA

Câmara de Americana terá sessões presenciais na fase vermelha, mas sem público

Atendimento presencial será suspenso a partir de segunda-feira e servidores vão atuar em teletrabalho com revezamento

Por André Rossi

03 mar 2021 às 17:26 • Última atualização 03 mar 2021 às 18:14

A Câmara de Americana vai manter as sessões ordinárias de forma presencial a partir da semana que vem, mas sem a presença do público e da imprensa. A decisão foi divulgada nesta quarta-feira (3), como reflexo do regresso da região para a fase vermelha do Plano São Paulo.

Já o atendimento presencial ao público será suspenso a partir de segunda-feira (8). Em princípio, as medidas serão válidas enquanto a cidade permanecer na etapa mais restritiva da quarentena, anunciada nesta quarta para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Os servidores da câmara vão atuar em sistema de teletrabalho com revezamento. “Os funcionários que permanecerem em casa, em regime de teletrabalho, ficarão à disposição da câmara caso a presença nas dependências do legislativo seja necessária”, informou o Legislativo.

Durante as sessões, serão autorizados a permanecer no plenário apenas vereadores e funcionários técnicos e administrativos “indispensáveis para a realização da sessão”. Para a reunião desta quinta-feira (4), excepcionalmente, a imprensa poderá acompanhar de forma presencial.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Será possível assistir a transmissão pela TV Câmara (NET canal 8), site oficial e redes sociais (Facebook e Youtube). Outros eventos promovidos pela Casa, como sessões solenes e audiências públicas, não serão realizados durante a vigência da fase vermelha.

“Reforçamos a importância de a população adotar cuidados preventivos, evitar locais com aglomeração de pessoas, promover a higienização correta e frequente das mãos e colaborar em um momento de necessidade de conscientização global”, afirmou o presidente da câmara, vereador Thiago Martins (PV).

Publicidade