21 de outubro de 2021 Atualizado 23:02

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

Câmara de Americana aprova financiamento de R$ 25 mi para obras de saneamento e asfalto

Projeto passou, em primeira discussão, com 16 votos favoráveis e três contrários

Por Ana Carolina Leal

17 set 2021 às 07:31

A Câmara de Americana aprovou nesta quinta-feira, com 16 votos favoráveis e três contrários, projeto de lei de autoria do Executivo que autoriza um empréstimo de R$ 25 milhões com a Caixa Econômica Federal para obras de saneamento e recapeamento asfáltico.

O recurso seria conquistado por meio do Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento), do governo federal. A propositura passou em primeira discussão após ter sido incluída na pauta da Ordem do Dia em regime de urgência.

Os vereadores Gualter Amado (Republicanos), Professora Juliana (PT) e Dr Daniel (PDT) votaram contra o projeto de lei pelo fato de o mesmo não trazer o cronograma das obras bem como um relatório do impacto financeiro desse empréstimo para o município. Afirmaram ainda que não tiveram tempo suficiente para ler a propositura, uma vez que ela entrou em regime de urgência, sem passar pelas comissões da câmara, indo direto para votação.

“Somos a favor de que se façam obras de saneamento e infraestrutura na cidade, mas o projeto que autoriza o empréstimo precisa conter detalhamente quais serão as obras, prazos, orçamentos, quanto será gasto em cada uma delas e qual será o impacto financeiro desse financiamento”, argumentou a professora Juliana.

Líder do governo na câmara, o vereador Thiago Brochi (PSDB) defendeu a aprovação do projeto e se comprometeu em passar aos demais vereadores a lista com o nome das ruas que serão recapeadas na cidade.

O parlamentar disse ainda que dos R$ 25 milhões, R$ 16 milhões serão investidos no DAE (Departamento de Água e Esgoto), sendo que do total, 4,5 milhões serão aplicados na adequação da elevatória de esgoto do Balneário de Salto Grande e execução de nova linha de recalque; 4,6 milhões na substituição de redes do Jardim São Paulo e R$ 6,9 milhões na substituição de redes do São Vito.

Se passar em segunda discussão, a operação de crédito será contratada com prazo de 120 meses, sendo 24 meses de carência e 96 meses para amortização do débito. O LIBERAL questionou a prefeitura sobre quais ruas seriam recapeadas com a verba, mas a administração disse que serão definidas posteriormente.

Publicidade