Barracos no Zincão têm aumento de 16% em um ano

Maior núcleo de favelas de Americana saltou de 111 moradias em 2017 para 129 em 2018; segundo secretário, famílias são de outras cidades


A maior favela de Americana não para de crescer. Segundo dados do boletim socioeconômico da prefeitura, o número de barracos no Zincão saltou de 111 em 2017 para 129 em 2018, um crescimento de 16%. Se a comparação for estendida para os últimos cinco anos, os números mostram que o núcleo localizado no Parque da Liberdade triplicou de tamanho. Em 2014, eram 40 barracos no local.

Para o secretário municipal de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Charley Petter Cornachione, o crescimento reflete a situação econômica do País e explica o aumento no número de sub-moradias também em outro ponto do município. No Distrito Industrial Abdo Najar, na região do Antonio Zanaga, os barracos saltaram de três em 2014 para 16 no ano passado.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Favela do Zincão vem crescendo na região do Parque da Liberdade

“Além da crise, entendemos que que vário outros motivos contribuíram para esse aumento. Sabemos, inclusive, que a maioria das famílias é migrante de municípios vizinhos, de outras cidades do estado e regiões do Brasil”, avalia o secretário.

Segundo ele, outra situação que implica no aumento das sub-moradias é o crescimento das famílias. É o caso, por exemplo, de filhos que constituem família própria e constroem um barraco no local onde já viviam com os pais.

Para evitar que os números no Zincão continuem aumentando, o secretário de Habitação informa que a prefeitura vem adotando medidas de controle e contenção no local. Ele explica que os técnicos notificam as famílias quanto à necessidade de desocupação da área, ao mesmo tempo em que as orientam a realizarem o cadastro para serem inseridas nos programas e projetos desenvolvidos no município.

Tecnologia

Segundo Cornachione, além da equipe técnica que acompanha e orienta sobre ocupações irregulares em áreas públicas, trabalhando mediante denúncias e busca ativa, a administração está investindo em tecnologias que vão colaborar e dar mais eficiência no trabalho.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora