27 de fevereiro de 2021 Atualizado 00:17

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esgoto

Associação visita projeto-piloto implantado na ETE Carioba, em Americana

Projeto que vem sendo implantado na cidade envolve tecnologia de tratamento de esgoto vinda da Alemanha

Por Heitor Carvalho

19 dez 2020 às 15:35 • Última atualização 19 dez 2020 às 15:39

Diretores da Associação das Empresas Cotistas da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) Carioba, em Americana, estiveram na tarde de sexta-feira (18) na unidade experimental do projeto-piloto implantado pelo DAE na estação.

Visitaram as instalações o presidente da associação, Dilézio Ciamarro, e os diretores Pedro Saltorelli e José Luiz Meneghel.

Presidente e diretores da associação durante a visita na última sexta – Foto: Divulgação

O projeto, que envolve uma nova tecnologia de tratamento de esgoto, começa a ser desenvolvido com técnicas vindas da Alemanha. A implantação será num sistema de módulos, no processo de lodos ativados.

“Estamos com uma expectativa positiva em relação a esse projeto, pois pode ser uma solução para melhorar a eficiência do tratamento do esgoto na ETE Carioba, com um custo menor ao estimado para a ampliação da estação”, comentou Dilézio.

A implantação do projeto piloto foi feita pela empresa Keviva, de Curitiba, sem custos para o DAE. Segundo o superintendente da autarquia, Carlos Cesar Gimenes Zappia, atualmente a ETE Carioba funciona com a tecnologia de filtros biológicos, sistema que era disponível na década de 1970.

“Podem ser bem funcionais, mas na época foram subdimensionados para a atividade que seria o tratamento de esgoto tanto industrial como doméstico. A eficiência será de 90% e o piloto irá reproduzir as condições do sistema que será operado futuramente. O piloto vai operar o tempo necessário para que seja possível fazer os ajustes, de um mês a três meses”, explicou.

Publicidade