Asfalto cede e oferece risco no Jardim Alvorada

Segundo morador do bairro, a cada chuva mais terra desliza em direção à Rodovia Luiz de Queiroz, em trecho de Americana


Após as fortes chuvas que caíram em Americana nos últimos dias, uma cratera se abriu em um trecho da Rua Mantiqueira, no Jardim Alvorada, às margens da Rodovia Luiz de Queiroz (SP-304).

De acordo com o aposentado Dirceu Faganello, de 65 anos, morador do bairro, faz cerca de uma semana que o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) concluiu a colocação de proteções metálicas separando a rua da rodovia, mas parte do material já caiu com o desbarrancamento.

Foto: Divulgação
Após as chuvas nos últimos dias, asfalto cedeu e cratera se formou às margens da Rodovia Luiz de Queiroz, em Americana

Ele alerta para o fato de que, se fortes chuvas continuarem caindo na cidade, o desbarrancamento pode ser ainda maior, havendo inclusive a possibilidade de que a terra e vegetação invadam uma das pistas da rodovia.

Com essa chuva toda, já vinha desbarrancando, só que agora a coisa está feia. Espero que não caia nenhum veículo naquele buraco, pois proteção já caiu. Se um carro cai ali, vai parar na SP-304”, disse o aposentado, que afirmou já ter reclamado com autoridades sobre o problema.

Eu já reclamei, já coloquei para a prefeitura, falei inclusive com o vereador Celso Zoppi (PT). Terminaram de colocar a proteção na semana passada (funcionários do DER), mas caiu por causa do buraco e, se continuar chovendo, vai cair o barranco todo”, finalizou.

Questionada, a Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, por meio da Unidade de Transportes e Sistema Viário, informou que o local já estava sinalizado, mas que houve novo reforço na sinalização.

A unidade aguarda do DER, responsável pela rodovia, realizar os trabalhos de manutenção no trecho para que o problema seja solucionado.

Outro caso

No dia 15 de janeiro deste ano, um segurança que voltava de moto do trabalho em Campinas, colidiu contra um galho que estava em uma das pistas da mesma rodovia em Santa Bárbara d’Oeste, no sentido Piracicaba, e acabou morrendo após a queda.

Ele chegou a ser socorrido ao Pronto-Socorro Afonso Ramos, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O galho e a terra que estavam na pista eram provenientes de um desbarrancamento ocorrido momento antes do acidente.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!