15 de julho de 2024 Atualizado 23:10

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

Ares-PCJ abre concurso para preencher vagas com salário de R$ 9 mil

São duas vagas para o cargo de analista de fiscalização e regulação, ambas em Americana; inscrição começa na próxima sexta

Por Stela Pires*

27 de fevereiro de 2022, às 10h08 • Última atualização em 27 de fevereiro de 2022, às 10h09

Agência oferece benefícios aos contratados e a jornada de trabalho exigida é de 40 horas semanais - Foto: Claudeci Junior - O Liberal.JPG

A Ares-PCJ (Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí) anunciou na última semana a realização de um concurso público para o preenchimento de duas vagas do cargo de analista de fiscalização e regulação, ambas em Americana. O salário total oferecido é de R$ 9.050,93.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

As inscrições serão abertas na próxima sexta-feira, dia 4 de março, e seguem até o dia 27 do mesmo mês, no site da Dédalus Concursos (dedalusconcursos.com.br), responsável pela aplicação da prova. A taxa de inscrição é de R$ 60.

Além da remuneração, o cargo oferece benefícios, que incluem: auxílio-alimentação no valor de R$ 794, auxílio-transporte de R$ 198,49, reembolso de plano médico para o titular e seus dependentes (conforme tabela de valores definida pela diretoria executiva da Ares-PCJ), além de auxílio-creche de R$ 440,24, para filhos de até 6 anos.

A jornada de trabalho é de 40 horas semanais e o local de trabalho será em Americana. Todas as informações sobre o concurso público podem ser consultadas no edital, que pode ser acessado por meio do site das Ares-PCJ (arespcj.com.br).

A avaliação será aplicada também em Americana, no dia 10 de abril.

Além da prova objetiva de caráter classificatório e eliminatório, haverá também prova de títulos de caráter classificatório.

Para participar, o candidato deve ter ensino superior completo em engenharia ambiental, com registro vigente no respectivo órgão de fiscalização profissional e ter CNH (Carteira Nacional de Habilitação) categoria B.

*Estagiária sob supervisão de Guilherme Magnin

Publicidade