19 de abril de 2021 Atualizado 17:07

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

Após reunião com comerciantes e prefeitos, Chico pede flexibilização do Plano SP

Pedido que pode alterar horário de funcionamento para bares e restaurantes, foi negociado em reunião com prefeitos da região, e deve ser feito ao governo estadual

Por Marina Zanaki

28 jan 2021 às 19:38 • Última atualização 28 jan 2021 às 19:41

Em reunião convocada pelo prefeito de Americana, Chico Sardelli (PV), prefeitos da RMC (Região Metropolitana de Campinas) articularam um pedido para flexibilização das regras do Plano São Paulo.

O pedido foi feito após Chico se reunir com empresários do ramo de bares e restaurantes esta semana. A solicitação será encaminhada ao governo estadual.

Chico defende que bares e restaurantes de toda a região possam funcionar até às 22 horas durante os dias da semana, com o acesso dos clientes até o horário-limite de 20h. Os prefeitos discutiram ainda a abertura do comércio aos sábados e domingos, em horário reduzido.

Nosso comércio quer trabalhar! Pedi em reunião com os prefeitos da Região Metropolitana de Campinas (RMC) a flexibilização do horário de funcionamento, em especial de bares e restaurantes, que poderão atender até 22h, sempre adotando medidas como uso de máscara e álcool em gel e o distanciamento das mesas. A manutenção dos empregos e a saúde de nossas famílias estão interligadas!

Publicado por Chico Sardelli em Quinta-feira, 28 de janeiro de 2021

Atualmente, bares não podem abrir, e restaurantes precisam fechar às 20h durante a semana. Ambos não têm autorização para funcionar aos sábados e domingos.

As medidas restritivas foram anunciadas no dia 22 de janeiro para conter o avanço da pandemia no Estado de São Paulo. O mês de janeiro já tem o recorde de novos casos da doença em São Paulo desde o início da pandemia.

O pedido de flexibilização vai na contramão de especialistas, já que alguns recomendam inclusive um lockdown no Estado de São Paulo diante da confirmação de três casos da nova variante do vírus, potencialmente mais transmissível e que pode ter colaborado para o colapso do sistema de saúde de Manaus (AM).

“Defendo essa flexibilização com todas as medidas de segurança, como o uso de álcool em gel, de máscaras e do distanciamento entre as mesas. É uma forma de nós prefeitos contribuirmos com a categoria e principalmente com a economia de nossa região”, disse Chico Sardelli.

O pleito dos prefeitos será encaminhado ao governo estadual por ação do diretor-executivo da Agemcamp (Agência Metropolitana de Campinas), o ex-prefeito de Nova Odessa, Bill.

A reportagem procurou as prefeituras de Hortolândia, Nova Odessa, Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré, mas elas não comentaram se aderiram ao pedido.

Nesta quinta-feira, Nova Odessa anunciou uma hora a mais de tolerância aos restaurantes, que poderão funcionar até as 21h de segunda a sexta-feira.

Reunião

Na segunda-feira (25), donos de bares e restaurantes da UGA (União Gastronômica de Americana) tiveram uma reunião com Chico Sardelli sobre as novas restrições impostas pelo Plano São Paulo.

O grupo pediu flexibilização no horário de fechamento dos estabelecimentos, apontando queda no faturamento e risco de fechamento. A prefeitura disse na ocasião aos comerciantes que não tem poder para desrespeitar o decreto estadual.

Publicidade