Após reclamações, câmara vai separar gastos de gabinete – O Liberal

Após reclamações, câmara vai separar gastos de gabinete

A mudança acontece após alguns vereadores de Americana reclamarem do “teto” imposto através de um ato da Mesa Diretora


O presidente da Câmara de Americana, Luiz da Rodaben (PP), afirmou que as despesas de gabinetes dos vereadores serão separadas daquelas que envolvem o trabalho dos parlamentares nas comissões da Casa. A mudança acontece após alguns vereadores reclamarem do “teto” imposto através de um ato da Mesa Diretora.

Foto: Editoria de arte / O Liberal
Entenda o ‘teto’ mensal de despesas para cada gabinete

Impressões e fotocópias por exemplo, são limitadas a mil cópias por mês. “A ideia é que todo trabalho que for voltado para a Casa seja utilizado (o crédito) pela secretaria (da câmara). Precisou tirar 500 cópias para um parecer de comissão, isso vai para o consumo da Casa, e não do vereador”, afirmou Rodaben.

O Ato da Mesa 254/2019, do dia 5 de setembro de 2019, alterou a forma de controle do limite de despesas dos gabinetes dos vereadores, substituindo o valor monetário para unidades consumidas. Ou seja, o uso dos materiais pelos vereadores não será mais informado em unidades monetárias.

Os gastos com gabinete envolvem impressões e fotocópias, minutos de uso de telefone fixo, minutos de telefone celular e uso de combustível em viagens com carro oficial.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora