Após cortes, Goodyear cria Plano de Demissão Voluntária

Segundo o Sindicato da Borracha, que representa os trabalhadores do setor, a implementação ocorreu após cerca de 60 demissões nos últimos quatro meses


A Goodyear, multinacional de fabricação de pneus com unidade em Americana, informou nesta sexta-feira que criou um PDV (Plano de Demissão Voluntária) para se manter “competitiva”.

Segundo o Sindicato da Borracha, que representa os trabalhadores do setor, a implementação ocorreu após cerca de 60 demissões nos últimos quatro meses. A empresa não confirmou nem negou os cortes.

A unidade tem cerca de 2,2 mil funcionários contratados de forma direta na cidade, de acordo com o vice-presidente do sindicato, Edinelson Azevedo de Souza.

Foto: Divulgação
Funcionários realizaram assembleia da campanha salarial ontem

De acordo com a entidade, os interessados podem aderir ao PDV até o dia 27 de dezembro. Entre os benefícios oferecidos, estão a manutenção do plano de saúde e do cartão alimentação por 12 meses após a saída. O funcionário que aderir também irá receber 0,25% do salário por ano trabalhado.

Ou seja, quem tem dez anos de casa e entrar no PDV receberá dois salários e meio, além das verbas rescisórias tradicionais, sempre segundo o sindicato. A Goodyear foi questionada sobre essas informações, mas não respondeu as perguntas. “[A empresa] só fala que é um projeto de reestruturação”, afirmou o vice-presidente do sindicato.

Edinelson também afirma que não recebeu da empresa a informação de qual será o limite de funcionários que poderão aderir ao plano de demissão voluntária. De acordo com ele, há na Goodyear muitos aposentados, que devem aproveitar para sair.

Segundo o representante sindical, após o início das demissões, o sindicato procurou a empresa para negociar o PDV.

A entidade antecipou a campanha salarial, que geralmente ocorre em maio (a data base é em 1º de junho). Uma assembleia foi realizada na frente da fábrica nesta sexta-feira para discutir a pauta.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora