07 de março de 2021 Atualizado 20:39

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Solidariedade

Após arrecadação, coletora de reciclados de Americana ganha novo carrinho

Dona Dita teve “ferramenta de trabalho” destruída pela chuva em dezembro, em Americana; mobilização garantiu reforma

Por Paula Nacasaki

16 fev 2021 às 08:05 • Última atualização 16 fev 2021 às 08:06

Um grupo de mulheres se uniu para ajudar Dona Dita, a coletora de reciclados que teve seu carrinho destruído pela chuva em dezembro, em Americana. A “ferramenta de trabalho” foi reformada após uma vaquinha online.

Dona Dita, de 72 anos, se emocionou e agradeceu o gesto de solidariedade – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

A iniciativa, que arrecadou R$ 3,2 mil, foi organizada pela estudante de enfermagem Isabella Suzigan Brochi, de 22 anos, a farmacêutica Beatriz Suzigan Brochi, de 26 anos, a estudante de zootecnia Giulia Baptistella Bruno, de 22 anos, e a aposentada Adriana Meffe, de 51 anos.

O carrinho foi entregue no último dia 30 de janeiro e teve a presença da estudante de arquitetura Ana Cláudia Folster, que elaborou o projeto do carrinho, e do serralheiro Rafael Alves, que doou mão de obra e materiais de serralheria. O valor arrecadado ajudou ainda na troca das rodas do carrinho e em reforma da casa da mulher, que vive na Cidade Jardim.

Conhecida com Dona Dita, Benedita Lima, de 72 anos, se emocionou com o gesto e agradeceu às mulheres que a ajudaram. No dia do temporal que destruiu o carrinho, a mulher trabalhava com o neto de dois anos no Parque Novo Mundo, e abandonou o veículo para proteger a criança.

“Ou eu salvava o carrinho ou salvava a criança”, contou. Entretanto, a família de Isabella a acolheu durante a chuva. “Me alimentaram e depois me trouxeram para casa”.

Dona Dita coleta reciclados há 27 anos e, atualmente, faz dos bairros Jardim São Paulo, Jardim São Pedro e Parque Novo Mundo sua rota. Ela é beneficiária da LOAS (Lei Orgânica de Assistência Social), no valor de um salário mínimo, e trabalha quase que diariamente com a coleta de reciclados para garantir alimento a oito pessoas que moram em um único cômodo na casa da Cidade Jardim.

Se você conhece uma boa história que todo mundo merece saber, conte para a gente! Ela pode virar uma reportagem no LIBERAL. Escreva para redacao@liberal.com.br ou envie mensagem para o WhatsApp do LIBERAL, no (19) 99271-2364, clicando aqui.

Publicidade