02 de março de 2021 Atualizado 00:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Ajuda

Anjos Peludos realiza rodada de venda de pizzas para arrecadar recursos

ONG de Americana acumula uma dívida de R$ 10 mil

Por Paula Nacasaki

11 fev 2021 às 11:18

A ONG (Organização Não Governamental) Anjos Peludos, de Americana, realiza uma nova rodada de vendas de pizzas para quitar dívidas e assim poder continuar a ajudar animais desassistidos e que precisam de proteção.

Os pedidos podem ser feitos até o meio dia desta sexta-feira (12) por meio do WhatsApp (19) 99921-8938.

Quem desejar pode receber as pizzas em casa pagando R$ 5 da taxa de entrega – Foto: Divulgação do Evento

As pizzas são dos sabores americana, calabresa, mussarela, presunto, portuguesa, vegetariana, frango com requeijão, brigadeiro e romeu e julieta, e custam R$ 30 cada.

As pizzas podem ser retiradas na loja Quase Casados, na Duque de Caxias, 575, na Vila Galo em Americana. Quem desejar ainda pode receber o pedido em casa, com uma taxa de entrega de R$ 5.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a venda de pizzas têm se tornado a principal fonte para aquisição de recursos financeiro.

Antes, a ONG realizava eventos em parcerias com as empresas e as ações precisarem ser canceladas, causando o acúmulo de dívidas de pelo menos R$ 10 mil, que são originárias do aluguel de onde a entidade está instalada, impostos, medicamentos e cuidados realizados para garantir a proteção animal.

“Antes da Covid a gente já vinha em uma situação complicada, pois as empresas viviam uma crise, mas ainda assim tínhamos ajuda, algumas pessoas ajudavam com valor menor, mas ainda ajudavam. Com a pandemia, a crise aumentou ainda mais e muitos não puderam mais nos ajudar”, afirma a presidente da ONG, Cristiane Ochuiuto Marques.

Cristiane reforça o pedido para a compra das pizzas, pois apesar de ainda existir a doação e colaboradores de amantes de animais, a entidade tem vivido uma verdadeira crise desde o início da pandemia da Covid-19.

Publicidade