20 de junho de 2021 Atualizado 18:20

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

INAUGURAÇÃO

Americana terá espaço para atender vítimas de violência doméstica na Gama

Prefeito fala em aproximar Guarda da população; corporação registra aumento de flagrantes de violência doméstica em relação a 2020

Por Pedro Heiderich

09 jun 2021 às 07:43 • Última atualização 09 jun 2021 às 10:20

Americana terá um espaço para atender as vítimas de violência doméstica na sede da Gama (Guarda Municipal). O prefeito Chico Sardelli (PV) inaugurou nesta terça-feira (8), junto do vice Odir Demarchi (PL) e diversos vereadores, o Idmas (Inspetoria de Defesa da Mulher e Ações Sociais).

Flagrantes da Gama de violência doméstica subiram 80% em Americana – Foto: Marcelo Rocha/O Liberal

O setor contará com um espaço amplo, de 40 metros quadrados, climatizados, com cor lilás, em condições de realizar o atendimento de mulheres vítimas de violência doméstica de maneira mais acolhedora.

O Idmas, chefiado pelo inspetor Fernando Faria, terá equipe de três guardas mulheres e dois guardas homens.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

O setor teve a Patrulha Maria da Penha, a ronda escolar (projeto anjos da guarda), e o trabalho com pessoas em situação de rua incorporados ao espaço, que trabalhará em conjunto com a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos.

Inspetor destaca que atendimento às mulheres será aprimorado – Foto: Marcelo Rocha/O Liberal

Faria frisou que o Brasil é o quinto país do mundo que mais mata mulheres, segundo a ONU (Organização das Nações Unidas).

“A Gama sempre atendeu ocorrências de violência doméstica, mas com esse setor vai ser aprimorado o atendimento. Vão fiscalizar as medidas protetivas e a situação de moradores de rua. É um avanço nas políticas públicas para estas populações vulneráveis”.

Juliani Hellen Munhoz Fernandes, secretária de Assistência Social e Direitos Humanos de Americana, repetiu coro de Chico sobre trabalho conjunto entre setores da prefeitura, citando o exemplo da pasta junto com a Gama.

Secretária reforçou união entre pasta e Guarda – Foto: Marcelo Rocha/O Liberal

“Tem tido resultado, mas a violência contra a mulher de junho do ano passado para cá subiu 70% com a pandemia. Vivemos realidades distorcidas e precisamos lutar e enfrentar a violência contra a mulher”, disse.

“O Idsma é mais uma atividade social da Guarda à comunidade. Queremos a Gama mais próxima das mulheres, dos idosos, das crianças e de todos cidadãos americanenses”, declarou Chico.

Casa para acolher mulheres deve sair

O prefeito de Americana confirmou que deve construir uma casa abrigo para acolher mulheres vítimas de violência ou em situação vulnerável ou de risco de vida na cidade.

“Não tenha dúvida, está dentro do nosso plano de governo. O prefeito anterior assumiu com muitas dificuldades, a gente com um pouco menos, mas existem. Assim que equilibrarmos a situação e avançar, está sim no nosso projeto construir a casa para as mulheres”, afirmou.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Segundo a Gama, de janeiro a maio de 2020 para o mesmo período em 2021, os casos de flagrante de violência doméstica em Americana subiram de 10 para 18, 80%.

O programa Patrulha Maria da Penha, que existe desde 2018, registrou 196 atendimentos de janeiro a maio de 2020 (respectivamente, 50,33, 49, 27 e 37) e 188 neste ano (43, 48, 48, 23 e 26).

Chico pediu durante o evento a possibilidade de homenagear no Idmas Francieli Fidelis, 36, e Clever Roberto Queiroz, 40, – ambos faziam parte da Gama e faleceram neste ano. “Assim vamos marcando todos aqueles que defenderam a vida da Guarda Municipal”.

Publicidade