05 de maio de 2021 Atualizado 23:18

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Caged

Americana tem saldo positivo de 933 empregos em mês marcado por restrições

Destaque foi o setor de serviços, com 497 postos abertos em março, segundo informações do Caged

Por Rodrigo Alonso

29 abr 2021 às 08:18

Com uma adição de 933 trabalhadores, Americana teve novo saldo positivo de emprego em março, mês marcado pelo endurecimento das restrições de circulação no Estado. O destaque foi o setor de serviços, com 497 postos abertos.

Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e foram divulgados nesta quarta pelo Ministério da Economia.

No que diz respeito ao mercado de trabalho, março de 2021 contrasta com o mesmo período de 2020, primeiro mês da pandemia do coronavírus (Covid-19), quando a cidade teve 432 vagas fechadas.

No mês passado, o município registrou 3.603 admissões e 2.670 demissões, com saldo positivo também em outros setores além de serviços: 245 na indústria, 171 em construção, 19 no comércio e um na agropecuária.

O setor de serviços se destacou, principalmente, por influência das áreas de saúde e tecnologia, segundo o coordenador do Deps (Departamento de Empresas Prestadoras de Serviços) da Acia (Associação Comercial e Industrial de Americana), Marcelo Antonio Fernandes.

Ele lembra que esses dois segmentos não foram paralisados pelas fases vermelha e emergencial do Plano São Paulo de combate à Covid-19, mas sofreram o impacto de uma nova realidade criada pela pandemia.

“Por essa questão do distanciamento social, a gente observa que os hábitos das pessoas têm mudado. As pessoas estão ficando mais em casa, estão passando a consumir coisas que não consumiam antes, estão passando a ter cuidados que antes não tinha, até mesmo com a própria saúde, investindo”, disse.

Americana já havia tido saldo positivo de emprego nos dois meses anteriores, com 632 em janeiro e 1.290 em fevereiro.

Região

As outras quatro cidades da RPT (Região do Polo Têxtil) também tiveram abertura de novas vagas no mês passado, com saldo positivo de 211 em Hortolândia, 155 em Santa Bárbara d’Oeste, 138 em Sumaré e 29 em Nova Odessa.

Março marcou o retorno da fase vermelha, a mais restritiva até então, que entrou em vigor no dia 6. Depois, entre 15 de março e 12 de abril, o Estado ficou na fase emergencial, que restringia até mesmo atividades classificadas como essenciais.

Publicidade