13 de setembro de 2021 Atualizado 21:49

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Trabalho

Americana lidera na geração de vagas de emprego na Região do Polo Têxtil

Destaque ficou para indústria e o setor de prestação de serviços, que respondem por quase 8 mil postos de trabalho

Por Marina Zanaki

31 jul 2021 às 09:01 • Última atualização 31 jul 2021 às 17:12

Com 3.971 postos de trabalho abertos no primeiro semestre deste ano, Americana lidera na geração de empregos na RPT (Região do Polo Têxtil). A cidade foi responsável por 36% das vagas da região, que teve saldo positivo de 10.690 admissões. Os dados foram divulgados na última quinta-feira pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

Na RPT, o destaque ficou para a indústria, com 3.941 empregos, e para serviços, com 3.935 vagas. O comércio teve saldo positivo de 1.534 postos. Economista do Observatório da PUC-Campinas, Eliane Rosandiski analisou que a geração de emprego na indústria é compatível com a economia local da região atualmente.

Destaque ficou para a indústria, com 3.941 empregos – Foto: Pixabay

A pesquisadora ponderou que o perfil das vagas geradas aponta para uma rentabilidade baixa. Ela identificou que metade dos postos de trabalho no primeiro semestre contratou pessoas entre 18 e 24 anos.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

“Em torno de 80% eram vagas com ensino médio, o que mostra que é um profissional mediano, no sentido da ocupação que ele exerce. Uma boa parte das contrações foi para embalador e alimentador de produção, cerca de 3 mil, e 1.123 trabalhadores de manobra ou movimentação de carga.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

São tarefas relativamente simples, fáceis de serem substituíveis, sujeitas à rotatividade e o custo de mão de obra é mais barata”, analisou a economista.

Já no setor de serviços, ela analisou que houve um incremento na área da saúde e de serviços de tecnologia da informação (2,7 mil empregos), ambos respondendo a demandas geradas pela conjuntura da pandemia.

Fãs de literatura têm espaço reservado no LIBERAL

“De certa forma, isso compensou a grande queda nos serviços de alimentação, comércio, academias, cabeleireiros, que demanda um contato mais próximo e que só recuperaram um pouco em junho com a flexibilização. Talvez, daqui para a frente vamos enxergar esses outros segmentos puxando a dinâmica do emprego”, apontou Eliane nesta sexta.

ESTATÍSTICAS
A pesquisadora fez uma ressalva com relação à mudança na base de dados do Caged. A partir deste ano, se tornou obrigatório o registro por meio do sistema e-social.

Com isso, o trabalhador formal passou a ser considerado aquele que contribui com a previdência, e não somente aqueles com carteira de trabalho assinada. Com isso, ela afirma que não é possível fazer comparações com períodos anteriores.

SALDO DE EMPREGOS
Vagas criadas pelas cidades da região no primeiro semestre:

  • Americana: 3.941
  • Sumaré: 2.461
  • Santa Bárbara: 1.849
  • Hortolândia: 1.610
  • Nova Odessa: 829
  • Região do Polo Têxtil: 10.690

Publicidade