Americana inicia nebulização contra mosquito da dengue

Atividades começam no São Domingos, que contabiliza 9 casos da doença, passando pelo Jardim Ipiranga, Jardim Boer e Vila Redher, sempre das 9h às 17h


Visando conter o avanço dos casos de dengue no município, a Secretaria Municipal de Saúde de Americana, por meio da Uvisa (Unidade de Vigilância em Saúde), irá realizar nebulização de inseticida em algumas regiões, a partir da próxima segunda-feira (1º). O trabalho será operacionalizado pela empresa Sime Prag do Brasil Ltda, com supervisão do PMCD (Programa Municipal de Controle da Dengue).

O LIBERAL quer saber sua opinião sobre o nosso portal. Acesse o questionário online e nos ajude a melhorar. CLIQUE AQUI PARA RESPONDER A PESQUISA.

As atividades terão início no São Domingos, que atualmente contabiliza nove casos da doença, passando pelo Jardim Ipiranga, Jardim Boer e Vila Redher, sempre das 9h às 17h. As ações não serão realizadas em toda a extensão dos bairros, visto que serão trabalhados alguns quarteirões onde predominam casos confirmados de dengue em moradores locais.

Foto: Prefeitura de Americana / Divulgação
Serviços de nebulização começam na segunda-feira em Americana

De janeiro até o dia 27 de março, Americana notificou 638 casos de dengue, dos quais 118 foram confirmados, 145 descartados e 375 ainda estão em andamento, aguardando resultado de exame.

De acordo com a coordenação do PMCD, aproximadamente 1.500 imóveis receberão o inseticida nesta primeira etapa. A nebulização é feita compreendendo um limite de até nove quarteirões a partir do local de residência do morador infectado.

Ainda de acordo com o programa, os bairros foram selecionados porque as pessoas infectadas pelo mosquito Aedes aegypti, nessas áreas, ainda estão dentro do período de transmissibilidade, portanto, aptas a transmitirem a dengue para outros mosquitos ao serem picadas, dando sequência, dessa forma, à transmissão da doença.

Foto: Prefeitura de Americana / Divulgação
Inicialmente serão priorizados bairros com maior incidência de casos da doença em Americana

O PMCD recomenda aos moradores para que no momento da aplicação deixem portas e janelas abertas, retirem do imóvel todos os animais domésticos, assim como roupas dos varais, e aguardem na calçada do lado oposto. No caso de haver recém-nascido, pessoa acamada ou com problemas respiratórios e alérgicos, os moradores devem informar os técnicos a fim de receberem a orientação devida sobre os procedimentos adequados.

Os principais sintomas da dengue são febre alta e repentina, dores generalizadas pelo corpo, geralmente nos músculos e articulações, dor no fundo dos olhos, prostração geral, falta de apetite, dor de cabeça e, em alguns casos, manchas vermelhas pelo corpo, náusea, vômito e diarreia.

Em caso de suspeita, deve-se evitar a automedicação, tendo em vista que alguns analgésicos à base de ácido acetilsalicílico podem potencializar os efeitos da doença, causando hemorragias. O ideal é que o indivíduo procure pela unidade mais próxima, faça os exames, seja medicado adequadamente e permaneça em repouso durante o período de manifestação dos sintomas. Também é importante que a pessoa infectada faça ingestão de bastante líquido, principalmente água.

A transmissão da dengue somente ocorre pela picada do mosquito Aedes aegypti contaminado. Para se evitar o mosquito é fundamental que a população colabore, não deixando a céu aberto recipientes que possam acumular água, os chamados criadouros, onde o mosquito realiza a postura dos ovos para se reproduzir.

Os principais criadouros são pneus, latas, caixas d’água sem tampa, calhas entupidas, grelhas e ralos sem vedação, vasos com água e pratos de xaxins, entre outros.

As informações são da assessoria de comunicação da Prefeitura de Americana.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!