01 de março de 2021 Atualizado 19:16

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Educação

Americana estuda duas datas para retorno presencial na rede municipal

Segundo o prefeito Chico Sardelli, 22 de fevereiro e 1º de março são as datas cotadas para a retomada

Por André Rossi

22 jan 2021 às 07:57

A Prefeitura de Americana estuda duas datas para o retorno de aulas presenciais na rede municipal. Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (21), o prefeito Chico Sardelli (PV) disse que a retomada deve acontecer em 22 de fevereiro ou em 1º de março.

“De qualquer forma, a cidade de Americana está preparada. Temos todos os protocolos necessários. Álcool em gel, luva, máscara de acrílico, tapetes esterilizados, enfim. Estamos todos preparados para poder iniciar o processo”, afirmou Chico.

A possibilidade de retorno em 22 de fevereiro vai na contramão do que foi deliberado pelos prefeitos da RMC (Região Metropolitana de Campinas) durante reunião na última terça-feira (19).

Isso porque a Câmara Temática de Educação do CD-RMC (Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Campinas) sugeriu que o retorno presencial acontecesse em 1º de março. Apesar de ter sido divulgado como algo definido, a realidade é de que as prefeituras estão tomando caminhos distintos.

É o caso de Santa Bárbara d’Oeste, que informou na quarta-feira (20) que as aulas presenciais voltam em 1º de fevereiro. Questionado sobre a decisão da cidade vizinha, Chico destacou que, independente do “resultado colhido” na reunião da RMC, cada cidade tem a possibilidade de seguir o caminho que julgar mais adequado.

“Acho que todas as vezes que nós reunimos lideres políticos, cada um tem as suas posições, independentemente do contexto geral, embora tudo se encaminhe sempre para tentativa de um acordo para desempenhar aquilo que foi discutido. […] Santa Bárbara se acha nesse sentido? Ela que toque. Parabéns”, comentou Chico.

Em entrevista ao LIBERAL na terça-feira, o secretário de Educação de Americana, Vinicius Ghizini, havia dito que as aulas seriam retomadas de forma on-line em 10 de fevereiro, com o retorno presencial a partir de 1º de março, em formato escalonado. Já os profissionais de Educação retornam em 1º de fevereiro.

A prefeitura deve bater o martelo sobre a data nos próximos dias. Por ora, está encaminhado que haverá rodízio, com 35% dos alunos presentes em sala e outros 65% em aulas on-line.

Um eventual regresso da região para a fase laranja do Plano São Paulo não deve alterar os planos, segundo o prefeito.

“A bem da verdade é que nós estamos preparados para começar até antes. O nosso planejamento é esse. De qualquer forma, foi uma discussão que o secretário fez também na RMC para que a gente possa atender as necessidades de adequação que se faz necessário, embora estejamos prontos”, reforçou Chico.

Publicidade