07 de julho de 2022 Atualizado 12:39

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

DISCURSO

Americana é vítima de sistema que destruiu a indústria brasileira, diz Ciro

Em visita à cidade, presidenciável também criticou o ‘encarceramento em massa’ da juventude negra e pobre

Por Rodrigo Alonso

27 de maio de 2022, às 17h34

Pré-candidato à Presidência da República, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) disse nesta sexta-feira, em visita a Americana, que a cidade é vítima de um sistema econômico que destruiu a indústria brasileira.

Na sede local do PDT, o presidenciável também criticou, em conversa com correligionários, o que ele chama de “encarceramento em massa” da juventude negra e pobre no Brasil.

Pré-candidato à presidência conversou com correligionários na sede local do PDT – Foto: Carlos Sisdelli

Segundo Ciro, após a sanção da nova Lei das Drogas em 2006 pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), houve uma explosão de prisões de jovens que atuam na distribuição de entorpecentes, mas não usam da violência. Para o pedetista, a detenção dessas pessoas produz um “exército de reserva” para o crime.

“Na primeira noite, nesse sistema de encarceramento em massa da juventude negra e pobre das periferias, colocando ele dentro do presídio, ele é obrigado a se filiar a uma facção criminosa naquela noite. Senão, vai ser seviciado, estuprado e morto. E, nesse dia em diante, ele passa a ser um agente potencialmente violento”, explicou.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Depois, em almoço com empresários do município, ele gravou um vídeo no qual aborda a questão industrial de Americana, que, de acordo com o pré-candidato, está entre os maiores polos têxteis do mundo.

“É uma dessas cidades importantes que são vítimas dessa política extraordinariamente errada que eu tenho tentado denunciar. É o mesmo sistema econômico, embora mude o discurso, a cor da bandeira a retórica. É o mesmo modelo econômico que destruiu a indústria brasileira. Americana é uma sede desse processo”, afirmou Ciro, sem especificar o problema.

Em Americana, o pedetista esteve acompanhado de correligionários como Aldo Rebelo, ex-ministro e pré-candidato ao Senado, e Elvis Cezar, pré-candidato ao Governo de São Paulo e ex-prefeito de Santana de Parnaíba.

Na sede do partido, Ciro discursou ao lado da presidente do diretório municipal, Maria Giovana, pré-candidata a deputada federal.

Publicidade