07 de agosto de 2022 Atualizado 18:55

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

smart cities

Americana deixa ranking de tecnologia após quatro anos

Estudo lista as 100 cidades mais inteligentes do País

Por Rodrigo Alonso

19 de setembro de 2021, às 10h54 • Última atualização em 19 de setembro de 2021, às 11h17

Município tem investido em ações que podem fazê-lo retornar a ranking, como a energia solar no Hospital Municipal - Foto: Divulgação - Prefeitura de Americana

Pela primeira vez desde 2017, Americana está fora do ranking Connected Smart Cities, que lista as 100 cidades mais inteligentes e conectadas do País com pelo menos 50 mil habitantes. O estudo de 2021 foi divulgado neste mês pela empresa Urban Systems, que desenvolveu o trabalho em parceria com a Necta.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

A pesquisa visa mapear os municípios com maior potencial de desenvolvimento e leva em consideração 75 indicadores, que têm relação com 11 tópicos: mobilidade, meio ambiente, empreendedorismo, educação, energia, governança, urbanismo, tecnologia e inovação, saúde, segurança e economia.

Cada cidade recebe uma pontuação geral, que, no caso de Americana, caiu de 30,812 no ano passado para 28,836 em 2021. A classificação pode ser vista por meio do site ranking.connectedsmartcities.com.br.

No ano passado, a cidade ocupou a 47ª colocação geral e ficou entre as 100 melhores em quatro eixos: 44ª em urbanismo, 39ª em tecnologia e inovação, 99ª em educação e 70ª em economia.

Neste ano, o município figura em duas listas. É o 22ª colocado em segurança e o 97º em economia. Americana não está entre as melhores do Brasil na pontuação geral, mas aparece em 92º lugar entre as cidades da região Sudeste.

A prefeitura diz tratar como prioridade “o desenvolvimento de ferramentas inteligentes” e afirma ter certeza de que o município voltará ao ranking nacional já no próximo ano.

“Ao longo de 2021, uma série de medidas e ações foi tomada. Com certeza, terá impacto no próximo ranking e permitirá o retorno de Americana a ele, uma vez que os índices levados em consideração na avaliação levam em conta informações do ano anterior”, afirma a administração.

MEDIDAS. Entre as medidas que entraram em vigor neste ano, a administração citou o sistema Americana Digital, que permitiu pela primeira vez solicitações online de isenção de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), Refis e negociação de precatórios.

O Executivo também mencionou o trabalho Google for Education, que tem capacitado profissionais da educação às ferramentas Google para utilização no ambiente escolar do município.

A prefeitura lembra, ainda, que o Programa de Eficiência Energética, em parceria com a CPFL, implementou energia solar no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi e em outras três UBSs (Unidades Básicas de Saúde).

Outros exemplos citados pelo Executivo são a troca do sistema de iluminação pública, a implementação do programa Água na Torneira e também a elaboração do Plano Municipal de Mobilidade Urbana.

“Ainda que diante de um quadro de pandemia, 2021 marcou investimentos em áreas que se enquadram entre os 75 indicadores levados em conta”, destacou.

Na RPT (Região do Polo Têxtil), somente Hortolândia ocupa um lugar no ranking nacional, mais precisamente na 78ª posição, com 30,775 pontos. Em 2020, a cidade estava em 91º, com 29,096 pontos.

Publicidade