Americana confirma terceira morte por dengue

Paciente era o aposentado Antonio Venancio, de 82 anos, que morava na Vila Dainese; cidade confirmou 4.554 casos este ano


A Vigilância Epidemiológica de Americana confirmou nesta sexta-feira (19) a terceira morte provocada por dengue este ano. A vítima foi o aposentado Antonio Venancio, de 82 anos, que morava na Vila Dainese. Ele morreu no dia 14 de maio. Desde o início do ano, são 4.554 casos de dengue na cidade.

Venancio contaminou-se com dengue e ficou internado no Hospital Unimed, onde contraiu pneumonia, segundo familiares. O aposentado chegou a receber alta, mas seu estado piorou e ele procurou novamente a unidade de saúde. Ele foi internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), mas não resistiu e morreu na manhã do dia 14. Venancio também era hipertenso.

As outras pessoas que morreram pela doença na cidade foram um idoso de 79 anos, que morava na Vila Santa Maria e morreu no dia 1° de maio, e uma mulher de 48 anos do bairro São Roque que morreu no dia 25 de abril.

AMERICANA

Além desses casos, houve ainda uma morte por dengue em Santa Bárbara d’Oeste e outra em Hortolândia. As vítimas eram, respectivamente, uma mulher de 74 anos e uma adolescente de 15 anos.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora