14 de janeiro de 2021 Atualizado 21:40

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Americana

Americana confirma 223ª morte por coronavírus

Vítima era uma idosa de 68 anos que morava no bairro Nova Americana; ela morreu nesta terça-feira em um hospital particular

Por Marina Zanaki

07 jan 2021 às 17:46 • Última atualização 07 jan 2021 às 19:45

A Vigilância Epidemiológica de Americana confirmou a 223ª morte provocada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

A vítima era uma idosa de 68 anos que morava no bairro Nova Americana e era cardiopata. A idosa estava internada em um hospital particular do município e morreu no dia 5 de janeiro.

O boletim atualizado trouxe ainda 26 novos resultados positivos de Covid-19, sendo 25 após realização de exames PCR e o óbito.

Americana também registrou 52 novos casos suspeitos de Covid-19, que estão em isolamento domiciliar aguardando os resultados de exames.

O quadro geral da Covid-19 em Americana é de 9.096 casos positivos, sendo 223 óbitos, quatro internados, 166 em isolamento domiciliar e 8.703 recuperados.

Há ainda 124 casos suspeitos aguardam resultados de exames, sendo dois óbitos, 53 pacientes internados em hospitais e 69 que estão em isolamento domiciliar.

Além disso, o município contabiliza agora 14.670 casos que eram considerados suspeitos, mas que já foram descartados pelo resultado de exame negativo.

Ocupação de leitos
Nesta quinta-feira, a taxa geral de ocupação de leitos para Covid-19 no município é de 48% de leitos com respiradores (de 56 no total, 27 estão ocupados) e de 55% de leitos sem respiradores (de 71 no total, 39 estão ocupados).

No Hospital Municipal a taxa de ocupação é de 41% com respiradores (de 17 no total, 7 estão ocupados) e 78% sem respiradores (de 18 no total, 14 estão ocupados).

No Hospital São Lucas, a taxa de ocupação de leitos é de 70% com respiradores (de 10 no total, 7 estão ocupados) e 47% sem respiradores (de 17 no total, 8 estão ocupados).

No Hospital São Francisco, a taxa é de 40% de leitos com respiradores (de 15 no total, 6 estão ocupados) e de 44% sem respiradores (de 18 no total, 8 estão ocupados).

No Hospital Unimed, a taxa é de 5o% de leitos com respiradores (de 14 no total, 7 estão ocupados) e de 50% de leitos sem respiradores (de 18 no total, 9 estão ocupados).

Publicidade