24 de setembro de 2020 Atualizado 23:14

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Americana

Americana busca regularização de 53 imóveis da Educação

Prefeitura pretende lançar nova licitação para deixar em ordem o sistema de combate a incêndio de todos os prédios que estão sob sua responsabilidade

Por André Rossi

14 dez 2019 às 07:51

Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal.JPG
Unidade escolhida para iniciar a ação foi o Ciep Professor Octávio César Borghi, na Cidade Jardim

A Secretaria de Educação de Americana pretende lançar uma nova licitação para tentar regularizar o sistema de combate a incêndio de todos os 53 prédios que estão sob sua responsabilidade e assim obter o AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros). As escolas da cidade nunca tiveram o documento.

A unidade escolhida para iniciar o trabalho foi o Ciep (Centro Integrado de Educação Pública) Professor Octávio César Borgui, no Cidade Jardim. Não existe um prazo para que todas as escolas sejam atendidas, já que dependerá da disponibilidade financeira da prefeitura.

O primeiro processo licitatório ocorreu no dia 11 de novembro, quando uma única empresa apresentou proposta. Entretanto, de acordo com a prefeitura, a mesma não atendeu às exigências técnicas do edital. Por isso, não foi escolhida.

“O processo se encontra, no momento, na Secretaria de Educação. A Unidade de Suprimentos publicará novo edital em breve”, informou a administração, sem especificar uma data.

A intenção do Governo Omar Najar (MDB) é que a empresa vencedora execute os serviços de regularização do sistema de incêndio da escola, fornecendo as peças e serviços necessários, conforme projeto aprovado pelo Corpo de Bombeiros. Pinturas, sinalização e troca de equipamentos de segurança também estão previstas.

A primeira etapa para conseguir o AVCB é a elaboração do projeto técnico, que será realizado pela empresa. Na sequência o documento é apresentado ao Corpo de Bombeiros, que poderá solicitar ajustes ou alterações. Uma vez liberado, são executados os serviços de instalação de tubulação de água, hidrantes, sirenes, entre outros.

A intenção da secretaria de Educação é realizar a regularização em todos os 53 prédios, que incluem escolas, creches e o Núcleo TEIP (Territórios Educativos de Intervenção Prioritária). Entretanto, a prefeitura informou que as unidades serão atendidas uma de cada vez, conforme a disponibilidade financeira.

“O Ciep em questão foi escolhido como o primeiro por se tratar de uma unidade de ensino integral e também pelo grande número de computadores ali instalados, uma vez que também funciona como polo da Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo). Ressalte-se que a secretaria de Educação já realizou a troca de extintores em todas as unidades municipais de ensino”, disse a prefeitura.

SEQUÊNCIA. A secretária de Educação, Evelene Ponce Medina, adiantou ao LIBERAL que a segunda unidade contemplada será a Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) Bacuri, na Vila Redher, região central. Segundo o Executivo, o projeto de AVCB já foi encaminhando ao Corpo de Bombeiros e ainda aguarda aprovação.

“As outras escolas, conforme questionado, nunca tiveram AVCB. A secretaria tem como objetivo fazer o projeto técnico de AVCB para homologação e execução em todas as unidades escolares”, reforçou a administração.

Publicidade