Americana adia vacinação de rotina

Objetivo é evitar contato de crianças com idosos que vão se vacinar contra Influenza; medida foi determinada pelo Ministério da Saúde


A Vigilância Epidemiológica de Americana informou que adiou a vacinação de rotina durante a primeira fase da campanha de vacinação contra gripe. A medida foi adotada seguindo determinação do Ministério da Saúde.

O objetivo é evitar o contato entre crianças e idosos, já que os pequenos podem ser portadores assintomáticos de doenças respiratórias, como o novo coronavírus (Covid-19).

Foto: Marcelo Rocha/O Liberal
Vacinação de rotina foi interrompida para evitar o contato de crianças com idosos nas UBSs

A medida vale até o final da primeira fase, no dia 15 de abril. “A vigilância pede à população para que, após este período, as crianças sejam encaminhadas novamente às unidades de saúde para manter a vacinação em dia”, orientou a pasta municipal.

O município garantiu que as crianças não vão sofrer nenhum prejuízo por conta da medida. Segundo a unidade de atenção à saúde, “se isso fosse em alguma medida prejudicial na questão da imunidade, o Ministério da Saúde não teria determinado”.

A primeira fase da vacinação contra gripe vai proteger pessoas com mais de 60 anos e profissionais da saúde. Em Americana, são 31,6 mil idosos e 5,5 mil trabalhadores dessa área.

A campanha começou nesta segunda-feira (23), mas com a alta procura as doses acabaram no primeiro dia em todas as cidades da região. A prefeitura de Americana prevê retomar a vacinação na quinta-feira (26).

A ação foi antecipada este ano por conta da pandemia do coronavírus, já que a imunização da população contra as gripes em circulação pode evitar que o Covid-19 seja confundido com outras doenças com sintomas semelhantes.

Por conta do coronavírus, foram adotadas diversas medidas para evitar aglomeração nas unidades de saúde da região, como funcionários organizando as filas para que haja distância segura entre os usuários e até vacinas sendo aplicadas na modalidade “drive thru”, na qual os idosos recebem o imunizante sem sair do carro.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora