16 de janeiro de 2021 Atualizado 00:11

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Estacionamento

Além de retirar Área Azul de hospitais, Chico analisa mudanças no Centro

Segundo o prefeito, novas alterações no estacionamento rotativo da área central de Americana devem ser anunciadas em dez dias

Por André Rossi

05 jan 2021 às 07:37 • Última atualização 05 jan 2021 às 09:37

O prefeito de Americana, Chico Sardelli (PV), indicou que a abrangência do sistema de estacionamento rotativo na área central também deve sofrer alterações nas próximas semanas.

O anúncio foi feito no mesmo dia em que o chefe do Executivo informou que a Área Azul será retirada do entorno dos hospitais São Francisco e São Lucas a partir da próxima segunda-feira.

As medidas foram acordadas durante reunião com a Estapar, responsável pelo sistema. O encontro durou mais de duras horas e foi realizado na tarde desta segunda-feira no gabinete do prefeito.

Alterações na Área Azul foram acordadas em reunião nesta segunda – Foto: Ernesto Rodrigues / O Liberal

“Nós chegamos a um bom termo de um possível acordo a ser realizado em dez dias. Daqui uma semana já deixa de cobrar no quarteirões dos hospitais São Lucas e São Francisco. Vamos rever questões de abrangência também”, afirmou Chico.

Segundo o prefeito, uma decisão final sobre as demais alterações na abrangência da área de estacionamento rotativo do Centro deve ser anunciada em dez dias.

“Para não começar a estender de mais, ficar num chove não molha essa história, que já deu o que falar. Dá um tempo para rever o contrato, rever as cláusulas, para a gente poder resolver esse problema da melhor maneira possível. Quem vai ganhar com isso é o usuário”, disse o prefeito.

Comércio
Outro pedido do prefeito que será acatado pela empresa é a possibilidade do usuário pagar a tarifa no comércio ao invés de utilizar o aplicativo de celular ou o parquímetro. Para isso, será firmada uma parceria com comerciantes.

De acordo com o diretor da Estapar, Adelcio Antonini, o modelo com máquinas no comércio já existe em outras cidades em que a empresa opera, como São Paulo. Ele ponderou que há uma reclamação na Capital por conta da ausência de terminais de autoatendimento, os “parquímetros”, como os de Americana.

“É uma reclamação que existe porque as pessoas são dependentes do comércio. Então você vê que quando você tem um conjunto, que é o caso do modelo de Americana, você oferece todas essas opções ao usuário, facilitando o dia a dia dele ”, comentou Adelcio.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Ainda não há data para implantação das máquinas no comércio. O próximo passo da empresa é adquirir os aparelhos e definir a parceria com os lojistas.

“É uma solução que facilita principalmente para quem tem dificuldade, eventualmente, de usar o celular ou de usar os terminais de autoatendimento”, disse Adelcio.

O diretor da Estapar informou que, durante o mês de dezembro, 65% dos pagamentos de Área Azul em Americana foram feitos pelo aplicativo para smartphones. Para efeitos de comparação, o índice na Capital é de 75%.

“Houve um crescimento significativo. O aplicativo facilita muito mais para o cidadão porque ele tem a liberdade de usar da forma e no momento que ele quiser”, comentou Adelcio.

Presidente da Acia (Associação Comercial e Industrial de Americana), Wagner Armbruster diz que as mudanças anunciadas são positivas. A entidade havia pedido para a Estapar ano passado que fossem feitas adequações para beneficiar o comércio.

“Acredito que a prefeitura está tomando um caminho novo. É uma atitude que vai ajudar o comércio a se implementar, facilitar de fato a locomoção das pessoas e isso revitaliza também todo o comércio”, avaliou Wagner.

Publicidade