30 de setembro de 2020 Atualizado 08:21

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

COVID-19

Acompanhe os casos de coronavírus em Americana

Informações de casos suspeitos, à espera de exames ou com resultado definido, são divulgadas diariamente pela Prefeitura de Americana

Por João Colosalle

24 mar 2020 às 11:43 • Última atualização 19 abr 2020 às 14:30

A Prefeitura de Americana divulga diariamente o balanço dos casos suspeitos do novo coronavírus em apuração na cidade. Os dados mais atualizados foram divulgados na tarde desta sexta-feira (17).

Atualmente, a cidade tem:
– 23 casos positivos
– 3 mortes
– 9 em isolamento domiciliar
– 11 casos curados
– 33 casos suspeitos
– 72 casos descartados

A lista dos casos pode ser conferida nesta planilha da prefeitura, que não informa a identidade ou o local de residência dos pacientes.

Primeiro caso e mortes

Até agora, a Prefeitura de Americana confirmou 23 casos de pacientes da cidade com coronavírus e três mortes em decorrência da doença.

No dia 26 de março, a prefeitura confirmou um empresário de 41 anos como o primeiro caso da cidade. Gustavo Azzolini é diretor administrativo da FAM (Faculdade de Americana). Ele teve alta no dia 25.

Gustavo deu uma entrevista ao LIBERAL em que contou como foi a descoberta da doença. No dia 31 de março, a Prefeitura de Americana confirmou que ele está curado da doença.

Ainda no dia 31 de março, foi confirmado o caso do fundador da FAM, Florindo Corral, de 70 anos, sogro de Gustavo Azzolini. Florindo, que era integrante do grupo de risco, faleceu no dia 4 de abril, vítima da doença.

No dia 3 de abril, a prefeitura divulgou que o exame de um idoso de 64 anos que havia morrido no dia 27 de março confirmou que ele estava com o novo coronavírus. Esta é considerada a primeira morte pela doença em Americana.

No dia 13 de abril, a Prefeitura de Americana anunciou a terceira morte pelo coronavírus. A vítima era o comerciante Alessandro Moitinho Pacheco, de 48 anos. Ele estava internado no Hospital Dr. Waldemar Tebaldi e pertencia ao grupo de risco por ser hipertenso e diabético.

Publicidade