11 de agosto de 2020 Atualizado 20:24

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Sem água

Abastecimento de água em Americana segue afetado após obras do DAE

Quatro obras foram realizadas de forma simultânea nesta quarta-feira, afetando o abastecimento de água em toda a cidade

Por Leonardo Oliveira

09 jul 2020 às 08:18 • Última atualização 10 jul 2020 às 13:43

O abastecimento de água ainda não foi normalizado em todos os bairros de Americana. Quatro obras de manutenção realizadas pelo DAE (Departamento de Água e Esgoto) interromperam o abastecimento em toda a cidade nesta quarta-feira (8) e a volta à normalidade acontece de maneira gradual.

A autarquia informou ao LIBERAL na noite de ontem que o bombeamento de água no Rio Piracicaba foi retomado por volta das 20h30 e que o abastecimento seria normalizado durante a madrugada.

Moradores de diversos bairros, no entanto, relataram durante o programa Liberal No Ar, transmitido pelas emissoras de rádio do Grupo Liberal (FM Gold 94.7 e Rádio Clube AM 580), que a água ainda não havia voltado para a torneira de suas casas.

Durante a transmissão, residentes dos seguintes bairros relataram problemas no abastecimento: Jardim da Paz, Nova Americana, Parque da Liberdade, Parque das Nações, Parque Universitário, Vila Santa Catarina e São Luís.

Por outro lado, populares relataram que a água havia voltado nos bairros Cariobinha, Jardim Boer, Morada do Sol e Praia Azul.

O processo de retomada do abastecimento é lento, já que depois bombeamento no Rio Piracicaba, a água precisa ser levada até a ETA (Estação de Tratamento de Água), que depois encaminha para os reservatórios dos bairros para distribuição para as residências.

Ao LIBERAL, a prefeitura informou que algumas regiões da cidade já estão com o abastecimento normalizado desde a madrugada e que outras estavam começando a receber água nesta manhã.

“Alguns pontos estão com bolsão de ar e temos equipes fazendo descargas para eliminar o problema”, trouxe a nota da administração.

Podcast Além da Capa
Por quais razões a recomendação de manter o isolamento social permanece como a maneira mais difundida no combate ao novo coronavírus, mesmo com mais de 100 dias de quarentena e com a retomada da produção econômica em curso? É o que discute essa edição do podcast “Além da Capa”. Ouça: