19 de junho de 2021 Atualizado 10:09

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Empréstimos

A pedido de sindicato, câmara aprova aumento para consignado de servidores

Projeto de lei do Executivo altera de 30% para 35% a soma dos descontos via empréstimos em folha de pagamento

Por Ana Carolina Leal

06 Maio 2021 às 19:30

A Câmara de Americana aprovou na sessão desta quinta-feira (6), em primeira discussão e em regime de urgência, projeto de lei de autoria do Executivo que altera de 30% para 35% a soma dos descontos via empréstimos consignados em folha de pagamento dos servidores públicos municipais.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Líder do governo na Câmara, Thiago Brochi (PSDB), disse que foi procurado pelo presidente do SSPMA (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Americana), Antonio Adilson Bassa Forti, o Toninho Forti, para ver a possibilidade de inserir o projeto de lei na ordem do dia em regime de urgência, uma vez que muitos funcionários estariam passando dificuldades financeiras. “A gente espera que esse aumento de 5% realmente seja útil”, declarou.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Segundo Toninho, 80% dos cerca de 4,5 mil servidores municipais estão endividados. “Eles [funcionários] estão gastando o que os bancos chamam de dinheiro caro. Compram no cartão de crédito e, quando chega a fatura, pagam o mínimo. Vira uma bola de neve. Ou usam o cheque especial, que tem um juro altíssimo. A maioria  espera a evolução da margem e a extensão dos prazos para 120 meses porque já tem empréstimo consignado e não está conseguindo pagar”, disse.

Cerveja é quem manda no Papo Fermentado. Confira no blog

De acordo com o presidente, no último mês, 150 servidores tiveram salários negativos, ou seja, ficaram devendo para a prefeitura por conta dos descontos de empréstimos em folha de pagamento. “E muitos receberam R$ 200, R$ 300”.

O Ivan Maia está sempre Virando a Chave e quer te ajudar a fazer o mesmo em seu blog no LIBERAL.

A prefeitura afirmou que para proceder a equiparação se baseou nos limites e regras estabelecidos na Lei Federal 14.131, de 30 de março de 2021, que dispõe sobre o acréscimo de 5% ao percentual máximo para a contratação de operações de crédito com desconto automático em folha de pagamento até 31 de dezembro de 2021.

Publicidade