Decisão do STJ permite retomar operações a úmido em Brucutu em até 72h, diz Vale


A Vale poderá retomar as operações a úmido da mina de Brucutu, em Minas Gerais, em até 72 horas, após decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Também no comunicado assinado pelo diretor executivo de Relações com Investidores, Luciano Siani Pires, a companhia reitera as projeções (guidance) de vendas de minério de ferro e pelotas de 307 milhões a 332 milhões de toneladas este ano, como anteriormente divulgado, e informa que “a expectativa atual é que as vendas se aproximem do centro da faixa.”

A decisão do STJ acata pedido apresentado pelo município de São Gonçalo do Rio Abaixo, suspendendo a decisão do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, em pedido liminar do Ministério Público, que impedia atividades da barragem Laranjeiras, em Brucutu.

Além disso, a companhia informa que como consequência dessa retomada, “haverá um incremento da qualidade média do portfólio de produtos”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora