Boeing reduz produção de modelos 737 MAX, após acidentes

A Boeing informou que cortará um quinto de sua produção de unidades 737 MAX e apontou um comitê especial para…


A Boeing informou que cortará um quinto de sua produção de unidades 737 MAX e apontou um comitê especial para examinar o desenvolvimento de novas aeronaves, conforme aumenta o impacto financeiro dos dois acidentes recentes com o modelo. Até meados de abril, a empresa cortará a produção mensal do MAX de 42 para 10.

A ação da Boeing recuava mais de 2% no after hours em Nova York, às 20h50 (de Brasília), após o anúncio. Investidores retiraram mais de US$ 25 bilhões de valor de mercado da empresa desde o acidente fatal no mês passado de um 737 MAX da Ethiopian Airlines, o segundo em cinco meses com esse modelo.

Reguladores avaliam os incidentes. O retorno aos voos e a retomada das entregas de 737 MAX devem levar meses, segundo analistas. Os acidentes nos dois voos resultaram no total em 346 mortes. Fonte: Dow Jones Newswires.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!