Witzel diz que vai auditar contratos e repete que prisão de Pezão não atrapalha

O governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), afirmou nesta quinta-feira, 29, que a prisão do atual governador…


O governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), afirmou nesta quinta-feira, 29, que a prisão do atual governador do Estado, Luiz Fernando Pezão (MDB), deve ter ocorrido a partir de “fundamentos suficientes”. Ele declarou ainda que, assim que assumir, irá pedir auditoria de todos os contratos do governo.

“Certamente faremos auditoria dos contratos. Vamos auditar todos os contratos, de todas as áreas, sem paralisar o governo”, prometeu Witzel.

Ex-juiz federal, o futuro governador destacou que desconhece o processo que levou à prisão do atual governador. “Agora, conheço o ministro Felix Fischer”, pontuou, em referência ao magistrado que autorizou a prisão. “Ele tem elevado conhecimento político e senso de justiça. Se o ministro Felix Fischer decretou a prisão, ele o fez com fundamentos suficientes.”

Witzel disse ainda que a operação da Polícia Federal não atrapalha a transição de governo. “Cabe a nós continuar a transição de forma que a gente consiga preparar tudo para o dia 1º de janeiro. Não atrapalha a transição. Acabei de receber um telefonema do (vice) governador Dornelles, me chamou pra conversar, nós já conversamos outras vezes.”

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!